Exposição exibe vídeo da final da Copa de 1958 e primeiro título do Brasil

Facebook
VKontakte
share_fav

Basta colocar o pé no Museu do Futebol, na Capital paulista, para escutar a célebre música “A taça do mundo é nossa” e entender o mote da exposição temporária do local. A canção remete à 1958, ano em que, com Pelé e Garrincha, pela primeira vez, os brasileiros se sagraram campeões mundiais na Suécia. Em cartaz a partir de 5 de junho, “A primeira estrela” permite que o brasileiro assista àquilo que, na época, apenas ouviu.

“Montamos a exposição um pouco de trás pra frente. Começamos com cenas da volta dos jogadores, que foi um carnaval fora de época e todo mundo saiu para as ruas”, explica Daniela Alfonsi, Diretora de Conteúdo do Museu e co-curadora da mostra, ao lado do jornalista Roberto Benevide. Para trazer os materiais audiovisuais, os organizadores da amostra contaram com o apoio do engenheiro mecânico Carlos Augusto Marconi.

Isso porque, apaixonado por futebol, Marconi resolveu buscar as imagens do jogo que apenas ouviu em sua casa, no dia 29 de junho de 1958, dia em que a Taça Jules Rimet foi, pela primeira vez, erguida por um brasileiro. Para seu próprio deleite, encontrou na internet o jogo completo do Brasil e Suécia e resolveu fazer uma compilação. “O primeiro vídeo que encontrei tinha uma imagem terrível, mas o som do campo era muito bom. Depois, achei uma outra, de uma TV russa, que tinha uma imagem muito boa, mas narrado no idioma deles”, lembra o entusiasta, que começou, então, a fazer fusões com os vídeos.

Anos mais tarde, sorte ou destino, ele encontrou, em um sebo, um LP com gravação da rádio Bandeirantes. Lá, havia 60 minutos de jogo narrados em português. Após isso, comprou a gravação da rádio Nacional, do Rio de Janeiro, em fita. “Comecei a brincar, foi como uma colcha de retalhos”. Doze anos mais tarde, os vídeos fazem parte da exposição em São Paulo (SP). “Isso mostra a repercussão que essa Copa tem até hoje”, defende Daniela.

A conquista e os desdobramentos

“Essa Copa recuperou no time uma visão de que era possível ganhar, porque as pessoas saíram desacreditadas de 1954 e 1958”, destaca a co-curadora de “A Primeira Estrela”, Daniela Alfonsi. Para ela, uma das imagens mais marcantes, presentes na exposição, é a celebração da torcida sueca com a vitória brasileira, apesar de os donos da casa terem sido derrotados na final. “Não Importa a goleada, o futebol que está sendo jogado é realmente encantador. Quisemos recuperar essa atmosfera para mostrar como essa modalidade encanta várias gerações”, destacou.

A exposição, que além de vídeos históricos, conta com entrevistas com os campeões, fotos e curiosidades, tem o formato de uma estrela. Em sua última ponta, há uma imagem virtual da Taça Jules Rimet, objeto que foi dado à Seleção após o terceiro título e, posteriormente, na década de 1980, roubado. “Ela era o desejo daquele momento, foi conquistada, mas hoje ela não é mais um objeto real. Depois que sumiu e ninguém sabe seu paradeiro”, destaca.

O post Exposição exibe vídeo da final da Copa de 1958 e primeiro título do Brasil apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

ver Gazeta Esportiva - Seleção brasileira
#pepe
#pelé
#garrincha
#copa do mundo de 1958
#copa do mundo
#brasil