Guatemala mudará sua embaixada em Israel para Jerusalém em maio

Facebook
VKontakte
share_fav

O presidente da Guatemala anunciou, no domingo, que o país mudará sua embaixada em Israel de Tel Aviv para Jerusalém em maio de 2018. O anúncio torna o país um dos poucos a apoiar a decisão tomada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em dezembro, de reconhecer Jerusalém como capital de Israel, transferindo sua embaixada para lá algo que a maioria das outras nações se recusou a fazer, uma vez que parte oriental da cidade foi tomada da Jordânia durante a Guerra dos Seis Dias, em1967 — pelas leis internacionais, o território é considerado “em disputa” e “ocupado”, o que impede qualquer uma das partes interessadas, principalmente a parte ocupante, de realizar quaisquer modificações que possam prejudicar um acordo final sobre a área.

“Como decisão soberana, reconhecemos Jerusalém como a capital de Israel”, disse Morales durante a Conferência de Políticas Públicas do Comitê de Assuntos Públicos Americano-Israelense (AIPAC, na sigla inglesa), em Washington, nos Estados Unidos. “Em maio deste ano, vamos comemorar o 70º aniversário de Israel e, sob minhas instruções, dois dias depois que os Estados Unidos moverem sua embaixada, a Guatemala retornará e mudará sua embaixada permanentemente para Jerusalém.”

Segundo nota divulgada pelo Ministério de Relações Exteriores da Guatemala, Morales se reuniu com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, antes do evento. Na ocasião, o líder israelense teria reiterado “o agradecimento de seu governo pelo apoio da Guatemala, em particular pelo que diz respeito ao retorno da embaixada da Guatemala a Jerusalém”.

O status de Jerusalém é um dos maiores obstáculos a qualquer acordo de paz entre israelenses e palestinos, já que estes últimos querem Jerusalém Oriental como sua capital. Palestinos afirmaram que a decisão do presidente guatemalteco é uma medida ilegal e poder destruir qualquer chance de paz entre os países.

Os EUA são uma fonte de assistência importante para a Guatemala, e Trump ameaçou cortar a ajuda financeira a países que apoiem uma resolução da Organização das Nações Unidas (ONU) que pede que Washington desista de seu reconhecimento de Jerusalém.

Novo endereço

A embaixadora da Guatemala foi vista nas ruas de Jerusalém nesta segunda-feira pesquisando propriedades para o novo endereço da embaixada na cidade.

Sara Castañeda não quis falar a um correspondente da Reuters que a viu em uma imobiliária ao lado do consulado da Guatemala em Jerusalém e a uma rua do edifício do consulado americano na cidade. Ela saiu a pé com corretores imobiliários enquanto seu carro com motorista aguardava.

Um diplomata de Israel que vinha mantendo contato com Sara disse à Reuters que ela busca um local para uma embaixada.

(Com Reuters)

ver Veja
#embaixada
#guatemala
#jerusalem
#israel
#estados unidos