Conselho rebate diretoria do Juventus, que promete ir à justiça

Facebook
VKontakte
share_fav

O escândalo envolvendo a gestão do Clube Atlético Juventus, da Mooca, depois do vazamento de áudios gravados de dentro da sala da presidência do clube segue gerando desdobramentos. Nessa quarta-feira, após matéria publicada com exclusividade pela Gazeta Esportiva, o Conselho Deliberativo juventino resolveu se manifestar em carta enviada aos associados com o objetivo claro de rebater os ataques do presidente Domingos Sanches e do vice-presidente Saulo Moisés Franciscon, além de condenar a forma como os gestores têm agido com os assuntos internos do clube.

A carta com data desta quarta é assinada por Itamar Colombini Capano, presidente do CD, e Fernando Freitas, secretário geral do CD. Ambos foram os principais alvos, ao lado do ex-diretor de marketing Adriano Daré, de outra cara enviada aos Conselheiros no dia 2 de fevereiro, de autoria de Sanches e Saulo.

Veja carta emitida pelo Conselho Deliberativo nesta quarta:

“A referida carta limitou-se a refazer as velhas acusações de que está sofrendo uma perseguição política, querendo se passar por vítima, mas em momento algum questiona a veracidade dos áudios gravados pelo então membro efetivo da diretoria executiva…”, diz trecho do texto emitido pelo Conselho Deliberativo, antes de apontar por tópicos todas as irregularidades institucionais reveladas pelos áudios.

Aos Conselheiros, Itamar Capano e Fernando Freitas reforçam que tais atitudes “constituem crime”. E aproveitam para se defender da acusação de terem vazado o áudio.

“Esta presidência tinha conhecimento dos áudios desde o final do ano passado e com as suas comissões vinha tratando o caso com seriedade e sigilo, diante da gravidade do conteúdo das mesmas”, diz o texto. “…até os últimos dias em momento algum ou sob qualquer pretexto houve qualquer tipo de vazamento tanto do processo, como do áudio, para quem quer que seja”.

Por fim, os senhores Itamar Capano e Fernando Freitas adicionam o link da matéria publicada pela Gazeta Esportiva.

Nesta quinta-feira à noite, o clima deve ficar ainda mais tenso no clube com a reunião agendada entre todos os Conselheiros. O encontro pode marcar o início de um processo que tem como objetivo afastar Domingos Sanches e Saulo Franciscon do comando do clube.

Posicionamento oficial da diretoria
O Clube Atlético Juventus, que já havia divulgado uma nota oficial mais cedo, voltou a se manifestar na noite dessa quarta-feira com outro breve texto em que destaca o fato das gravações dos áudios terem sido feitas sem o consentimento dos interlocutores e promete ir à justiça para questionar os responsáveis. Leia nota, em sua íntegra, abaixo:

O Clube Atlético Juventus tomou conhecimento das gravações divulgadas pela imprensa e, de imediato, refuta o uso das mesmas, pois, não foram autorizadas pelos interlocutores.

Cabe ressaltar que as gravações não relatam quaisquer irregularidades, sua divulgação é torpe, o que a torna clandestina e ilegítima e serão questionadas no âmbito do Poder Judiciário para responsabilizar os responsáveis criminalmente e civilmente.

Refutamos toda e qualquer iniciativa política objetivando criar um embate com a atual gestão.

O post Conselho rebate diretoria do Juventus, que promete ir à justiça apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

ver Gazeta Esportiva
#juventus
#conselho
#campeonato paulista a2
#mooca
#diretoria
#escândalo
#juventus mooca
#rebate