Próximos iPhones poderão ter baterias com maior capacidade produzidas pela LG, aponta rumor

Facebook
VKontakte
share_fav
iPhone X desmontado pela iFixit

A busca por avanços na tecnologia das baterias continua a todo vapor, mas sem muito sucesso — como bem se sabe, as células de energia são, hoje, o maior gargalo do desenvolvimento tecnológico por terem permanecido basicamente da mesma forma, sem grandes alterações, ao longo das últimas décadas. Portanto, as fabricantes quebram a cabeça para desenvolver baterias maiores ou mais econômicas dentro do atual paradigma — é o caso deste novo rumor vindo do jornal coreano The Investor.

De acordo com a reportagem, a Apple está procurando diversificar os seus fornecedores de peças para os iPhones a serem lançados este ano — como bem se sabe, os rumores mais fortes apontam para o anúncio de três modelos com o design básico do iPhone X; dois com telas OLED de 5,8 (semelhante ao atual) e 6,5 polegadas, e um com tela LCD de 6,1 polegadas. A LG, que já trabalha com a Maçã em uma série de frentes, pode ser uma das maiores beneficiadas com essa diversificação.

A sul-coreana poderá ser uma das fornecedoras para o painel OLED de 6,5 polegadas do (provável) futuro iPhone, junto da Samsung — que é, atualmente, a parceira exclusiva da Apple no fornecimento desse tipo de tela; outro componente que a empresa poderá passar a fabricar para Cupertino é a placa de circuito impresso flexível, mais conhecida como RFPCB — atualmente, são três parceiras (todas coreanas) que fornecem essa peça para a Apple: Samsung, BH e Interflex.

Além disso, a LG está cotada como uma das favoritas para fechar contrato com a Maçã na produção das baterias dos próximos smartphones — e com um diferencial interessante, como falei no primeiro parágrafo. Segundo os rumores, a LG Chem (divisão da empresa dedicada à fabricação de baterias) estaria no processo de desenvolvimento de uma célula única em formato de “L” que deverá equipar os próximos iPhones, com uma capacidade maior que as baterias encontradas nos atuais modelos.

Como bem se sabe, o iPhone X já possui uma bateria em formato de “L”, mas ela é composta de duas células distintas em formatos diferentes — a solução da LG seria muito mais sofisticada e permitiria uma capacidade maior de carga, o que, combinado com a (suposta) eficiência energética aprimorada do futuro chip “A”, faria dos iPhones de 2018 verdadeiros campeões da longevidade (ou assim esperamos).

O The Investor afirmou que a produção da RFPCB deverá começar já em maio, enquanto os painéis OLED da LG começarão a sair das fábricas em junho. Não se sabe ainda o cronograma relativo às baterias, entretanto — mas ao menos sabemos que a estrada em direção aos iPhones de 2018 já está sendo construída com bastante afinco.

via AppleInsider

ver Mac Magazine
#rumores
#tela
#oled
#rumor
#eletrônicos
#baterias
#bateria
#fornecimento
#placa
#fornecedor
#parceiro
#iphone x
#formato
#circuito
#2018
#apple
#hardware