Bernardo Kucinski: “No Brasil, trata-se a dependência química como um desvio moral”

Facebook
VKontakte
share_fav

A ficção é algo recente na vida de Kucinski, que tem 80 anos. Seus caminhos profissionais apontaram para diferentes caminhos. Formado em física pela Universidade São Paulo (USP), foi militante estudantil, preso e exilado. Tornou-se jornalista, passando pelos veículos mais importantes do Brasil e do mundo, como os ingleses BBC e The Guardian. Foi fundador de jornais alternativos de resistência ao regime militar, como Movimento. Deu aulas de jornalismo na Escola de Comunicação e Artes da USP, publicou uma série de obras acadêmicas, foi assessor especial da Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República durante o primeiro mandato do ex-presidente Lula, quando produzia boletins diários sobre a imprensa.

ver El País
#literatura
#doenças
#medicina
#eleições brasil
#ditadura militar brasil
#ditadura militar
#literatura brasileira
#vícios
#toxicodependências
#eleições brasil 2018
#drogas
#direitos humanos
#ditadura