Presidente do Governo catalão anuncia que vai declarar a independência nos próximos dias

Facebook
VKontakte
share_fav

O presidente da Generalitat (governo regional catalão), Carles Puigdemont, fez um pronunciamento institucional ao lado de todo o seu gabinete, depois do referendo separatista deste domingo, em que voltou a recriminar com firmeza as agressões policiais ocorridas durante o dia em vários locais de votação. “Brutalidade policial”, “repressão brutal”, “humilhações” e “abusiva e grave violência policial” foram algumas das expressões empregadas para assegurar que “o Estado espanhol escreveu hoje [domingo] uma página vergonhosa na história da sua relação com a Catalunha”. Por esse motivo, Puigdemont apelou em nove ocasiões à Europa, assegurando que os catalães conquistaram nas urnas “o direito de serem escutados, respeitados e reconhecidos” no velho continente. “A União Europeia não pode mais continuar olhando para o outro lado”, insistiu Puigdemont, pedindo às instituições comunitárias que “ajam com rapidez” frente aos “abusos” do Governo espanhol do Partido Popular, que “escandalizam os homens e mulheres de bem”.

ver El País
#generalitat catalunha
#comunidades autónomas
#política autonómica
#administração autônoma
#legislación autonómica
#carles puigdemont
#referendo sobre a independência da catalunha 2017
#gobierno autonómico
#autodeterminação
#dui
#ley referéndum cataluña