Moro mudou versão sobre sociedade da esposa com o "amigo" após escândalo

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Justiça
Cíntia Alves
Jornal GGN - Após a revelação de que pode ter existido tráfico de influência e possível pagamento de propina em uma negociação de acordo de delação na Lava Jato de Curitiba, o juiz Sergio Moro admitiu à imprensa que sua esposa, Rosangela, teve sim sociedade com o escritório de Carlos Zucolotto, seu "amigo pessoal". Mas reforçou que a parceria se deu "sem comunhão de trabalho ou de honorários", numa tentativa de preservar a mulher das denúncias que agora caem sobre os ombros de Zucolotto.
Mas a relação de Rosangela com o escritório de Zucolotto ainda não está muito clara. Principalmente porque, de acordo com uma reportagem do Conjur, há dois anos, Moro deu outra versão sobre essa parceria: ele disse que sua esposa tinha sociedade com Zucolotto visando "apenas a partilha de honorários", o que não significa, contudo, que eles atuavam nos mesmos processos.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#cíntia alves
#acordo de delação premiada
#esposa
#escritório
#rodrigo tacla duran
#tráfico de influência
#trabalhista
#direito penal
#sergio moro
#carlos zucolotto
#amigo pessoal
#empresas de petróleo