Temer reage a críticas com novo decreto que mantém mineração em zona amazônica

Facebook
VKontakte
share_fav

Fortemente pressionado pela repercussão negativa do decreto que liberou a exploração da Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca), na Amazônia, para a mineração privada, o Governo de Michel Temer resolveu revogar a decisão e publicar um novo texto para "clarificar" o assunto. O novo decreto, no entanto, apenas detalha algumas salvaguardas já previstas na legislação brasileira, mas não modifica o cerne da polêmica: a área, antes legalmente reservada a pesquisas do Estado, se tornará aberta à atividade de mineradoras privadas, com potencial de pressionar áreas de conservação ambiental e terras indígenas da zona.

ver El País
#matérias-primas
#agroalimentação
#ministérios
#reservas naturais
#silvicultura
#governo
#presidência brasil
#governo brasil
#ministério meio ambiente
#exploração florestal
#espaços naturais