Karl Ove: “Minha luta é escrever ao mesmo tempo que viver a vida cotidiana”

Facebook
VKontakte
share_fav

O elegante paletó cinza escuro, a camisa azul céu e o informalmente arrumado cabelo grisalho o depuram um pouco, mas o rosto de Karl Ove Knausgård é o de alguém que passou pelo pior dos infernos, o interior, em um duelo com a vida para ser feliz, amar e ser amado e tornar-se um escritor temendo que jamais conseguirá nada. Está há mais de três mil páginas fazendo a crônica dessa batalha e, do papel, parece que ganhou. Ou não. De qualquer modo, tampouco fica claro na vida real, segundo se desprendeu em uma palestra em Barcelona, aonde esteve como parte do lançamento (em junho na Espanha e esta segunda-feira no Brasil) do quinto volume de Minha Luta, ambicioso e ultraconfessional projeto autobiográfico: A Descoberta da Escrita (Companhia das Letras).

ver El País
#literatura
#instituições culturais
#literatura europeia
#karl ove knausgård
#cccb
#literatura nórdica