Falamos com uma especialista em tortura peniana sobre a arte de dilatar uretras

Facebook
VKontakte
share_fav

Imagem no topo via mrracy.com.

Esta matéria foi originalmente publicada na VICE Canadá .

Aprendi muito no retiro de swingers nas Cataratas do Niágara no final de semana do Dia dos Namorados, mas andar com o pessoal kink me deu uma das experiências mais enriquecedoras de todas.

Foi quando ouvi falar pela primeira vez em sounding – uma forma de tortura peniana que envolve inserir sondas de metal (como essas acima) na uretra, causando dor e prazer.

Mesmo escrever essa descrição me faz apertar as coxas, mas minha curiosidade foi grande, por isso procurei Julie, 37 anos, uma mulher com uma longa história em dominar seus parceiros homens. Quando se trata de tortura peniana, Julie, que é assistente social em Toronto, já fez praticamente de tudo, incluindo sounding, que ela não recomenda para principiantes. (Para deixar registrado, mulheres também podem fazer sounding, mas Julie nunca experimentou nem testemunhou isso.)

"Acho que se você quer começar [com tortura peniana], é bom ler livros, falar com outros envolvidos e ter em mente que se você assistiu isso num filme pornô, o que é muito divertido e um entretenimento, não tente copiar o que você viu as pessoas fazendo no filme", ela disse, acrescentando que sempre pede o consentimento dos parceiros antes de tentar algo novo.

Isso não tem nada a ver com sounding, mas parece doloroso.

Com isso em mente, discuti com a Julie sobre as formas mais extremas de tortura peniana que ela já experimentou, focando na arte de inserir sondas de metal no buraco do xixi de outras pessoas.

VICE: Como você se interessou por tortura peniana?
Julie: Dez anos atrás, eu morava na Bay Area de São Francisco, e eles têm uma cena kink bem grande lá. Eu morava com meu parceiro, que também era meu submisso 24 horas por dia, e sempre curti sadismo, então comecei a aprender sobre técnicas diferentes e coisas assim. Li alguns livros – tem um livro famoso chamado Family Jewels que é sobre tortura peniana. Aí comecei a assistir vídeos no kink.com e tinha uma modelo que eu gostava muito. Ela tinha um estilo dominante que me agradava e aprendi muito com ela.

Como você começou?
Batendo, dando tapas, usando prendedores de roupa, mordendo, fazendo brincadeiras de abrasão, arranhando. Aí acabei aprendendo com amigos como chutar sacos e usar sondas de maneira segura.

Você já teve algum acidente?
Uma vez dei um tapa muito forte no osso pélvico e o cara ficou sem ar. Mas nunca aconteceu nada sério.

O que você fazia com os prendedores de roupa?
Você os coloca na pele solta ao redor das bolas, mas essa não é a parte dolorosa; se você aperta, depois tira, depois coloca os prendedores de novo, dói mais porque o sangue saiu daquela parte.

Chutar saco parece realmente doloroso. Tipo, com quanta força você chuta esses caras?
O que você tem que fazer é apontar os dedos de um jeito certo quando chuta, então você acerta o cara com a parte plana do pé. Você não acerta a pessoa com as pontas. Eu nunca chutaria alguém com sapatos de bico fino, por exemplo. Eu não chuto forte para que a pessoa queira vomitar ou algo assim. É sempre um choque para eles, mesmo para quem gosta; bom, é sempre um choque levar um chute no saco. Na maior parte das vezes é mais um espetáculo do que realmente doloroso para eles.

Como luta-livre...
Sim. Todo mundo acha tortura peniana chocante, mas não é, é só outra maneira de machucar alguém de um jeito divertido.

Mas sounding parece muito bizarro.
Muitos caras se arrepiam só de pensar em coisas enfiadas no pênis, então achei que era uma coisa muito foda e aprendi a fazer. Meu parceiro na época me comprou um kit básico de sondas para o Dia dos Namorados. Era um kit Hegar, o kit mais comum de sondas uretrais, que vem com dilatadores do bem fino aos mais grossos.

E como você começa?
Fui para uma festa com amigos e eles me mostraram a maneira segura de fazer. Use luvas, porque você não quer nenhum tipo de bactéria lá. A primeira vez que for usar o kit, você precisa ferver as sondas depois usar álcool para mantê-las esterilizadas. E precisa de muito lubrificante, não pode usar cuspe.

E aí?
Você só deixa a sonda deslizar sozinha, não pode empurrar, ou você pode causar problemas, pode machucar a uretra, até a bexiga. Deixo a sonda cair lá dentro. Não é doloroso apenas inserir a sonda, porque você está usando lubrificante e tudo mais. Você pode colocar e tirar, girar, você pode estimular a pessoa para ter um orgasmo com a sonda.

Qual o tamanho das sondas?
Elas começam com alguns milímetros de diâmetro. Você tem algumas que são lisas, outras têm texturas, algumas têm uma cabeça grossa mas haste fina, algumas arranham um pouco lá dentro. Mas isso já é mais arriscado, algo acima do meu nível.

O que os caras tiram disso?
Meu parceiro atual acha que o estímulo foi excitante, ele adora. Ele tem um objetivo, ele gosta de esticar a uretra, ele vê isso como uma competição para ver se ele consegue esticar mais. Pessoalmente, não curto muito uma uretra arrombada. Outros caras veem isso como um desafio, porque sempre dizem que você não deve colocar nada na sua uretra.

E você?
Eu gosto quando os homens não gostam. Eles me deixam fazer, mas não é o barato deles. Essa é a diversão para mim. Outra coisa que gosto nisso é que alguns dias depois, eles sentem uma queimação quando mijam, o que é um pequeno lembrete do nosso encontro. Além disso, como as sondas são de metal, você pode eletrificá-las.

Quê? Sua uretra leva um choque?
Geralmente, brinquedos eróticos elétricos que você usa internamente te fazem apertar involuntariamente os músculos e os expulsarem.

Com quantas pessoas você já fez isso?
Algo entre cinco e dez. Eu não me chamaria de especialista, eu diria que sou intermediária. Tem gente que usa sondas e vai além para estimular a próstata. Não faço isso porque é uma brincadeira muito arriscada e é melhor quando o cara faz em si mesmo. Não quero ir parar no pronto-socorro.

Que outras coisas extremas você já fez com pênis?
Gosto de pisotear, ficar em cima do pênis de alguém com os pés e esfregar. Gosto de fazer pequenos cortes. Por exemplo, compramos escovas de privadas novas e eu derramo urina no meu parceiro, depois eu vou puni-lo por estar sujo de urina, então o coloco numa banheira com gelo e esfrego com a escova de privada, o que causa pequenos cortes pelo corpo todo dele. Nos dias seguintes, sempre que a pessoa sua, arde muito. Como punição, uma vez coloquei pasta de dente na uretra do meu parceiro. Conheço pessoas que usam molho de pimenta. Eu não faço isso, especialmente com membranas isso é muito arriscado.

Tem mais alguma coisa que você quer que as pessoas saibam sobre tortura peniana?
Tem muitas coisas que você pode fazer com pênis que não causam danos, são coisas dolorosas e divertidas, mas não vão machucar a longo prazo.

Siga a Manisha Krishnan no Twitter .

Tradução: Marina Schnoor

Siga a VICE Brasil no , Twitter e Instagram.

ver Vice Brasil
#fetiche
#submissão
#bdsm
#brinquedos eróticos
#tortura peniana
#ureta