Professores dos Institutos Cervantes do Brasil convocam 20 dias de greve

Facebook
VKontakte
share_fav

Os professores dos oito Institutos Cervantes do Brasil começaram, nesta terça-feira, uma paralisação de dois dias para exigir um aumento de salário, que está congelado desde 2009. As paralisações se repetirão por mais 18 dias durante o primeiro semestre no país que tem a maior rede de unidades do organismo cultural espanhol em todo mundo. O salário anual dos professores enviados da Espanha ao Brasil é de 31.982,90 euros (105.500 reais) brutos, dividido em 14 pagamentos. “Estamos entre os mais mal pagos. Recebemos em média 30% a menos que outros professores da rede”, explica Luís Martín Carretero, representante sindical no Instituto Cervantes de Brasília.

ver El País
#instituições culturais
#relações trabalhistas
#greves
#conflitos trabalhistas
#instituto cervantes