MWC 2017 — BlackBerry KEYone, um Android intermediário com teclado QWERTY e preço de top de linha

Facebook
VKontakte
share_fav

A BlackBerry pode ter desistido de produzir seus smartphones, mas isso não significa que a linha chegou ao fim. A companhia, que agora se concentrará exclusivamente no mercado corporativo licenciou a marca para fabricantes parceiros a TCL, dona da Alcatel foi uma delas.

No último sábado a companhia chinesa revelou, nas prévias da MWC 2017 o KEYone, o primeiro dispositivo dessa nova fase e que segue fiel ao legado, com teclado QWERTY físico. No entanto, o preço sugerido é um pouco elevado para suas capacidades.

A TCL tomou algumas liberdades curiosas com o KEYone e a primeira que percebemos de cara é a frente do aparelho. Diferente do Priv, que contava com um teclado deslizante a peça neste dispositivo é fixa, fazendo com que o display de 4,5 polegadas fosse confinado a uma proporção 3:2 com resolução de 1620 x 1080 pixels (433 ppi). Não deve ser a melhor das telas para consumo de mídia.

O teclado QWERTY é customizável: você pode definir atalhos para cada uma das teclas e ele ainda atua como um trackpad, bastando deslizar o dedão por cima dele para navegar (função já presente no Priv).

Por dentro as especificações não são nada de outro mundo: SoC Snapdragon 625 da Qualcomm, octa-core Kryo com clock de 2 GHz e GPU Adreno 506, 3 GB de, RAM, 32 GB de espaço interno (expansível até 256 via Micro-SD), câmera principal de 12 megapixels com abertura f/2,0, autofoco com detecção de fase, Flash dual-LED, HDR e capacidade de filmar em 1080p a 30 fps, câmera selfie de 8 MP com pixels de 1,12 µm, Bluetooth 4.2, BLE, NFC, A-GPS, GLONASS, BDS, bateria de 3.505 mAh, porta USB-C 3.1 e Android 7.1 Marshmallow. Segundo a TCL o KEYone é um produto para um público restrito, voltado especificamente para o mercado corporativo e quem deseja um aparelho resistente e seguro (ele conta com os softwares de proteção da BlackBerry, já presentes no Priv e no DTEK50).

CrackBerry Kevin — BlackBerry KEYone Introduction

Talvez por isso seu preço seja tão fora da escala: ele chegará às lojas em abril pela bagatela de US$ 549, um valor muito alto para um smartphone intermediário e que se aproxima muito dos tops de linha. É possível que a TCL esteja planejando fornecê-lo sob regime de leasing a companhias, o que reduziria o valor final e padronizaria o uso de dispositivos entre seus funcionários. O problema é convencê-las a tomar tal atitude em 2017, com a prática BYOD tão difundida.

The post MWC 2017 — BlackBerry KEYone, um Android intermediário com teclado QWERTY e preço de top de linha appeared first on Meio Bit.

ver Meio Bit
#lançamento
#nougat
#qualcomm
#smartphones
#anúncio
#mwc
#snapdragon 625
#blackberry
#terceirização
#qwerty
#mwc 2017
#alcatel
#tcl
#blackberry keyone