Sobre a tal improvável mega-estrutura alienígena…

Facebook
VKontakte
share_fav

2017011454cb4796a4052_-_dyson-sphere-02-0814-de

Pois é. A tal Estrela de Tabby, com aquele comportamento totalmente anômalo, variando muito de brilho intrigou muita gente, foi até aventada a improvável, quase impossível hipótese de ser uma Esfera de Dyson, uma construção alienígena em volta da estrela para captar energia.

Agora parece que surgiu uma hipótese mais razoável. A culpa da variação no brilho da estrela é do… Devorador de Mundos.

20170115galactus

Ok, não esse, na verdade se parece mais com uma nuvem mas por favor não lembre daquele filme menos horroroso do Quarteto Fantástico.

A pesquisa, publicada na revista da Sociedade Astronômica Real se chama Secular dimming of KIC 8462852 following its consumption of a planet, e modela um cenário que reproduz as variações de brilho, elas ocorreriam se a estrela devorasse um planeta.

Isso é assustador, e nem digo só pela saúde do planeta: é um evento bem maior que a dieta constante de cometas, que caem nas estrelas e elas nem tomam conhecimento. Um planeta é grande demais para se manter inteiro, ele seria despedaçado pela gravidade da estrela mesmo que não a atingisse. Isso resultaria em uma nuvem de fragmentos.

20170115jupiter1

A outra questão é: planetas por definição ocupam órbitas estáveis. Para um planeta ser lançado em direção à sua estrela algo muito grave tem que acontecer. Existe a possibilidade de uma estrela passar muito perto do sistema solar, ou o próprio sistema ser composto de mais de uma estrela, o que gera configurações instáveis.

Talvez uma anã-branca em uma órbita muito alongada tenha finalmente se aproximado demais do planeta, alterado sua órbita e ele foi esfarelado ao chegar perto demais da estrela principal.

Ou isso ou…

20170115planet_killer

Leia também:

The post Sobre a tal improvável mega-estrutura alienígena… appeared first on Meio Bit.

ver Meio Bit
#a culpa é das estrelas
#estrela
#planeta
#estrela tabby
#kic 8462852
#tabby
#alienígena
#brilho anômalo
#devorador de planetas
#galactus