Contra a ditadura do bem-estar

Facebook
VKontakte
share_fav

Resiliência, mindfulness, wellness e cura são palavras às quais estamos cada vez mais expostos nos últimos anos. Sua presença parece nos dizer que adquirir um bom tônus muscular não basta e que hoje a missão imperiosa é alcançar um nível aceitável de felicidade. A pergunta óbvia que surge é saber se esse estado de plenitude é mensurável e, em caso afirmativo, para quais fins seriam usados os dados obtidos? Esta é precisamente a preocupação central do ensaio The Hapiness Industry (A Indústria da Felicidade). Seu autor, o acadêmico britânico William Davies, revê a história do interesse em medir a intensidade do bem-estar psicofísico a partir do espanto que causou verificar que a ciência comportamental e a neurociência se apresentavam como uma explicação plausível da crise financeira global.

ver El País
#literatura
#felicidade
#emoções
#psicologia
#bem-estar
#estilo vida
#livros
#escritores
#editoriais
#setor editorial