Instalada a guerra institucional, por Janio de Freitas

Facebook
VKontakte
share_fav

Categoria:

Justiça

Uso de uma portaria para criar uma força-tarefa de ação no Congresso, torna oficial o que era apenas informal

Jornal GGN - Nesta semana, Janio de Freitas avalia que a crise institucional, provocada pelas crises política e econômica, já é fato consumado no país, levando a análise para a escalada de enfrentamento entre Congresso e setores do judiciário e ministério público. O primeiro buscando anistia ao "caixa dois" e os segundos a passagem das "das dez medidas contra a corrupção" e o fim do foro privilegiado, campanhas essas que são, na verdade, ilusões de represaria, destacando que as dez medidas inclinam para o autoritarismo abraçando, até mesmo, a aceitação de provas ilícitas. Já, com o fim do foro privilegiado, promotores pretendem colocar, ao seu alcance, processos de políticos "para lhes dar tratamento ao seu gosto".

O risco, aqui mencionado há uma semana, de que às crises política e econômica se junte a crise institucional, não existe mais. O risco passou a ser fato consumado. O uso de uma portaria, pelo procurador-geral Rodrigo Janot, para criar uma força-tarefa de ação no Congresso, torna oficial o que era apenas informal: o embate entre parlamentares e procuradores federais desejosos de decisões que os privilegiem, em meio a medidas anticorrupção e contra a anistia ao dinheiro "por fora" nas eleições.

leia mais

ver Blog do Luis Nassif
#luis nassif online
#jânio de freitas
#foro privilegiado
#dez medidas
#dez medidas contra a corrupção