Santos vira sobre a Ponte e assume 2º lugar

Facebook
VKontakte
share_fav

O Santos ainda sonha com o título do Campeonato Brasileiro. O Peixe até saiu atrás do placar no primeiro tempo, mas conseguiu buscar a vitória na segunda etapa e bateu a Ponte Preta por 2 a 1, no Moisés Lucarelli, às 11h deste domingo 6. William Pottker, de pênalti, colocou a Macaca em vantagem. Copete e Ricardo Oliveira foram os responsáveis pela virada e colocaram a equipe praiana na segunda colocação, apenas três pontos atrás do Palmeiras.

Com o resultado, o time comandado por Dorival Júnior tem 64 pontos, contra 67 do líder do Brasileirão (que recebe o Internacional às 17h e pode aumentar a vantagem), e um à frente do Flamengo, agora terceiro colocado.

A pontuação garantiu o Santos na próxima Copa Libertadores da América. O Corinthians está no 7º lugar e não pode mais alcançar o Peixe. Já o Grêmio, em 8º, ainda joga na rodada e pode igualar o Peixe em número de pontos, mas não ultrapassaria pelo número de vitórias – o primeiro critério de desempate. A Ponte ficou mais distante do G6. Com 45 pontos, a equipe está na 10ª colocação.

“Faltou respeito”

A mudança de horário da partida contra a Ponte Preta deste sábado, às 21h, para domingo, às 11h, no Moisés Lucarelli, cerca de 24 horas antes do duelo, gerou uma manifestação do Santos. Os jogadores do Peixe entraram em campo com a frase ‘faltou respeito’ cravada nas costas do uniforme. Antes disso, o presidente Modesto Roma já havia declarado que estava revoltado com a decisão e o clube chegou a encaminhar uma nota de repúdio à CBF, à Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo de Campinas e ao Comando da Polícia Militar do Estado de São Paulo – Região da Grande Campinas.

A alteração na data do jogo aconteceu por conta de um pedido da Polícia Militar de Campinas. A PM entende que existia um risco de confronto entre as torcidas de Ponte e Guarani, que teriam partidas em estados diferentes, mas em horários conflitantes. Como o Bugre encarou a final da Série C contra o Boa Esporte, às 18h45 (de Brasília) do sábado 5, em Varginha, a polícia temia que, em caso de título, acontecesse uma concentração de torcedores em frente ao Brinco de Ouro, coincidindo com o horário do duelo entre Macaca e Peixe no Moisés Lucarelli.

(Com Gazeta Press)


Arquivado em:Esporte
ver Veja
#futebol brasileiro