Adobe apresenta novidades para a Creative Cloud, além dos novos projetos Felix e Nimbus, e um intrigante simulador de voz

Facebook
VKontakte
share_fav
Adobe MAX

A edição deste ano da conferência para profissionais criativos Adobe MAX está acontecendo nesta semana em San Diego, na Califórnia (Estados Unidos), e a lendária empresa de softwares já subiu ao palco para anunciar uma série de novidades — tanto para sua suíte de programas Creative Cloud como em relação a novas experiências que serão vistas em breve nos computadores de profissionais e entusiastas do mundo todo.

Confira de tudo um pouco, a seguir.

Project Felix

Um dos grandes anúncios do dia foi o Project Felix, um novo software para a Creative Cloud que combina a simplicidade da edição de imagens 2D com uma interface intuitiva para criar e manipular objetos 3D dentro dela. O programa detecta automaticamente a luminosidade, a profundidade, texturas e outras informações de um determinado cenário e ajusta as propriedades do objeto criado/manipulado para corresponderem a este cenário, proporcionando criações altamente “fotorrealistas”.

Project Felix, da Adobe

Um dos focos do programa é oferecer a curva de aprendizagem menos acentuada possível e esta intenção já é exposta nos seus dois modos principais: design e rendering. No primeiro, é possível modelar as formas em 3D e aplicá-las aos mais variados cenários, enquanto o segundo é dedicado a renderizar estas cenas para torná-las o quão realistas seja possível.

O Project Felix estará disponível em fase de testes para os assinantes da Creative Cloud até o fim do ano e, como é de costume com novos softwares da Adobe, ainda passará por um longo período de fase beta antes de ganhar um nome “definitivo” e a primeira versão estável.

Project Nimbus

O segundo projeto da Adobe apresentado hoje responde pelo nome de Project Nimbus, e ele pode ser classificado como uma espécie de reinvenção do Lightroom (que, ao menos por enquanto, permanece intocado), com foco na integração entre aplicativos móveis e desktops, e na inteligência artificial como forma de simplificar o trabalho e a busca por conteúdo.

O Project Nimbus apresenta ferramentas inteligentes para a edição de fotos e administração de álbuns com fototecas inteiras, como já é a marca registrada do Lightroom, mas com algumas cartas na manga. O aplicativo oferece suporte, por exemplo, à linguagem natural, permitindo que o usuário simplesmente busque por “fotos de comida” ou “fotos com o céu azul” para encontrar estes resultados — coisa que o Google já faz com maestria.

Adobe Project Nimbus

Também é um foco do projeto o trabalho contínuo entre dispositivos fixos e móveis, então, no maior estilo Continuidade do iOS/macOS (quando ele funciona, claro…), as mudanças realizadas no aplicativo móvel refletem-se imediatamente no computador, por exemplo. As edições de imagens são, como de costume, não-destrutivas e também tiram proveito da plataforma de inteligência artificial da Adobe, Sensei, para sugestões e retoques automáticos.

O Project Nimbus estará disponível como um produto beta a partir de algum ponto do ano que vem, para assinantes da Creative Cloud. Ainda não está claro, entretanto, se ele será convertido em uma nova versão do Lightroom quando for lançado em sua versão final ou se tomará a forma de um produto separado. Aguardemos.

Project VoCo

Certamente a coisa mais intrigante entre todos os anúncios de ontem, o Project VoCo é um projeto de novo software que promete ser uma espécie de “Photoshop da voz”.

Exibido numa versão ainda extremamente inicial, o pulo do gato do editor de áudio é sintetizar a voz de qualquer pessoa simplesmente com um trecho de sua fala, permitindo que editem-se partes da fala, adicionando ou trocando palavras, ou mesmo criem-se discursos inteiros com a voz de um determinado indivíduo — o que pode ser uma dádiva para discursos, narrações e áudio-livros e um pesadelo completo para tribunais e investigações baseadas em supostas “gravações secretas”, imagino eu.

Na demonstração apresentada, o software processou um áudio de 20 minutos com a fala de uma pessoa — contando com tecnologias do estado-da-arte de reconhecimento vocal e cancelamento de ruídos — e depois conseguiu replicar quase perfeitamente a sua voz com novas palavras, o que, francamente, é deveras assustador.

Por ainda estar em estágios bem iniciais de desenvolvimento, a Adobe não deu um prazo para lançar o Project VoCo publicamente, nem mesmo em versão de testes. Certamente eles ainda terão uma boa quantidade de discussões sobre ética antes de jogar uma bomba dessas no mundo.

Novidades na Creative Cloud

Também foram anunciados pela companhia atualizações para todos os principais aplicativos da Creative Cloud. O Photoshop ganha uma barra de busca universal para que o usuário encontre rapidamente ferramentas, menus, conteúdo do Adobe Stock, ajuda e tutoriais, além de melhor suporte ao formato SVG.

O Premiere ganha uma nova versão, ainda em beta, do Character Animator, que permite a criação de personagens animados com facilidade inédita; também está incluído no software melhor suporte a conteúdos de realidade virtual e novos recursos de compartilhamento de vídeo em múltiplas plataformas. O After Effects, por sua vez, foi agraciado com um novo motor de renderização 3D 20x mais rápido. Em ambos os aplicativos e no Prelude, o recurso de colaboração Team Projects (ainda em beta) permitirá edição de vídeos por múltiplos usuários ao mesmo tempo — essa eu quero ver!

Adobe Spark

O Dreamweaver apresenta uma interface remodelada e um novo mecanismo de entrada de código “mais rápido e flexível”, segundo a própria Adobe. O Spark, por sua vez, receberá novos recursos exclusivos para assinantes da Creative Cloud, como a possibilidade de remover qualquer assinatura da Adobe dos seus projetos — a versão gratuita do aplicativo continuará a existir normalmente, entretanto.

Foi anunciado também uma nova versão beta do aplicativo de design de apps Adobe XD, que está muito perto de ganhar uma versão estável. Nesta última atualização, o software ganhou uma série de recursos longamente requisitados pelos usuários como abas, símbolos (elementos que se repetem em diversas telas e podem ser editados simultaneamente), prévia em tempo real nos dispositivos móveis (iOS ou Android) e opções de compartilhamento/colaboração mais aprofundadas.

Por fim, uma ótima notícia para 87,5% dos usuários de smartphones ao redor do mundo: a Adobe anunciou que seus aplicativos móveis previamente exclusivos para o iOS, como o Photoshop Fix, o Photoshop Sketch e o Comp CC, em breve serão disponibilizados também para o Android — e com novos recursos, como a possibilidade de utilizar pincéis do Photoshop no Sketch, por exemplo (recursos estes que virão também para o iOS, naturalmente).

Mais novidades

Por fim, foram anunciadas também novidades para as lojas e centros de conteúdo da Adobe. O Stock, banco de imagens, vídeos e gráficos da companhia, ganhará novos formatos graças a uma parceria da Adobe com a Reuters — com isso, estarão disponíveis na plataforma todos os dias milhares de novas imagens e vídeos cobrindo assuntos atuais.

Além disso, a biblioteca de conteúdos se expandirá para incluir templates, esquemas de iluminação e materiais para o Project Felix, e incluirá um serviço de busca visual similar ao do Google, para encontrar imagens semelhantes no seu catálogo.

Adobe Stock

O Adobe Typekit, por sua vez, também ganhou uma novidade bem-vinda: a partir de agora, além do esquema de assinaturas que permite acesso ilimitado à biblioteca, a Adobe permitirá a compra de mais de 6.000 fontes individualmente, para uso vitalício. A Typekit Marketplace funcionará em parceria com uma série de produtoras de fontes e os designers estabelecerão os preços para as suas criações.

· · ·

São novidades muito interessantes para o mercado criativo e, algumas delas, como o Project Felix, certamente abrirão muitas portas para novas possibilidades no mundo digital. O que você achou mais legal? Diz aí nos comentários!

ver Mac Magazine
#design
#ios
#macos
#lightroom
#adobe
#project voco
#adobe xd
#after effects
#photoshop
#premiere
#project felix
#project nimbus
#spark
#stock
#typekit
#voco