Maiores campeões, Grêmio e Cruzeiro brigam por vaga na final

Facebook
VKontakte
share_fav

A Copa do Brasil já conhece os seus quatro semifinalistas. Depois de Internacional e Atlético-MG eliminarem Santos e Juventude, foi a vez de Grêmio e Cruzeiro garantirem as outras duas vagas. A equipe gaúcha avançou ao segurar um empate em 1 a 1 fora de casa contra o Palmeiras, líder do Brasileirão. O time mineiro se classificou com uma vitória por 4 a 2 sobre o Corinthians, em uma grande partida no Mineirão. Maiores campeões da Copa do Brasil, com quatro títulos cada, Grêmio e Cruzeiro vão se enfrentar na briga por uma vaga na final da competição.

Palmeiras x Grêmio

Brigando pelo título brasileiro, o Palmeiras escalou reservas para a partida contra o Grêmio no Allianz Parque – dos titulares, apenas Gabriel Jesus, suspenso na próxima rodada do Brasileirão, atuou. Sem entrosamento, a equipe que tinha a missão de reverter a derrota por 2 a 1 em Porto Alegre encontrou dificuldades. O gramado castigado por uma sequência de shows também atrapalhou.

Mesmo assim, o time da casa saiu na frente. Após cobrança de escanteio no início do segundo tempo, Thiago Santos ajeitou e Thiago Martins cabeceou de olhos abertos no ângulo para abrir o placar. A vantagem, no entanto, durou pouco. Depois de um carrinho violento, Allione foi expulso, deixando o Palmeiras com dez. Aproveitando o espaço, o Grêmio passou a dominar a partida. Aos 30 minutos, Everton, que havia substituído Pedro Rocha, fez boa jogada individual e fez o gol da classificação da equipe gaúcha.

Cruzeiro x Corinthians

Em uma partida emocionante no Mineirão, o Cruzeiro conseguiu devolver a derrota sofrida para o Corinthians no Itaquerão e avançou com um imponente 4 a 2. O meia Arrascaeta, que entrou nos primeiros minutos no lugar do machucado Rafinha, criou a jogada do primeiro gol ao cruzar na medida para Abila finalizar.

O resultado dava a vaga ao time mineiro, mas o Corinthians foi buscar o empate ainda no primeiro tempo. Aos 34 minutos, Rodriguinho aproveitou um levantamento na área e marcou de cabeça.

O Cruzeiro voltou melhor na segunda etapa, com Arrascaeta fazendo de novo a diferença. O meia invadiu a área e foi derrubado. Na cobrança, Ábila bateu no canto. Quatro minutos depois, o time da casa soube explorar o ponto fraco da defesa corintiana: Robinho cobrou escanteio e Bruno Rodrigo marcou de cabeça o 3 a 1. O Corinthians partiu com tudo para cima. Um gol e o time paulista estava classificado. Mas viu o sonho de seguir na Copa do Brasil ir por água abaixo com uma jogada ensaiada: aos 37, Robinho cobrou falta nas costas da defesa, Arrascaeta entrou na área, bateu cruzado e fez o quarto gol. Três minutos depois, o último suspiro corintiano. Rildo, que havia acabado de entrar, descontou aos 40, mas já era tarde demais.


Arquivado em:Esporte
ver Veja
#futebol brasileiro