Os caipiras do Alabama buscam pornô com negras 269% a mais que o resto dos EUA

Facebook
VKontakte
share_fav
redneck

Cinquenta anos atrás a marcha pacífica pelos direitos civis liderada por Martin Luther King acabou reprimida brutalmente pela polícia. Aquelas andanças de Selma até Montgomery viraram filme e foram parar no Oscar, você deve se lembrar.

Nos anos 1960, o estado do Alabama mantinha uma infinidade de barreiras discriminatórias e racistas para que os negros se mantivessem longe das urnas. Isso sem contar a segregação e a repressão. No fim de tudo isso, o que acontecia é que dos 15 mil habitantes negros de Selma, apenas 300 conseguiam depositar seus votos.
redneck

Pois não é que agora os dados de uma pesquisa feita pelo Pornhub mostram que os homens do Alabama são apaixonados por negras? O último estado americano permitir que os negros se registrassem como eleitores agora tem um caso de amor com as afrodescendentes.

Os termos "black" e "ebony", relacionados com os afro-americanos, estão, respectivamente, na primeira e na terceira colocação entre as buscas no site. Na 11ª posição surge o termo "ebony lesbians" - algo como "lésbicas negras": "Desenhos" e "babás" também aparecem muito bem colocados.

alabama pornografia negros 1
Diz o Pornhub que as regiões do país com maior concentração de negros naturalmente geram maior número de buscas relacionadas na pornografia. Segundo o Censo americano, no Alabama, 26,2% da população é negra, ante uma média nacional de 12,6%.

Quando olhamos para a pesquisa em termos do que proporcionalmente mais buscado em Alabama em relação ao resto dos Estados Unidos, a afinidade com os vídeos com negro fica ainda mais aparente. Quando analisamos um cenário semelhante em Chicago, que também tem um percentual de 33% de afro-americanos, dá para notar um número alto número de termos relacionados aos negros.


Levando em conta a proporcionalidade, a coisa fica ainda mais interessante. O termo "black" (negro) é 269% mais buscado no estado sulista do que em qualquer outro estado americano. "Ebony threesome" (ménage a trois negro) é 151% mais comum em Alabama do que no restante do país. Outra porção de termos relacionados com a população afro-americana são hit por lá também:

alabama gráfico pornografia 2
As mulheres do Alabama são mais ativas no Pornhub do que no restante do país. A proporção americana é de 21% de mulheres para 79% de homens no site. No Alabama a participação feminina sobre para 23%. Mas na cidedezinha de Trussville, por exemplo, as mulheres são ainda mais ativas, representando 30% do tráfego no site de vídeos.
ver Brasil Post - Blog