Empresa desenvolve a “Hoverbike”, a bicicleta do futuro

Facebook
VKontakte
share_fav
Hoverbike é do tamanho de um carro (Foto: Reprodução/Malloy Aeronautics)

Nessa semana já mostramos os esboços de John Bell para o Hoverboard de De Volta Para o Futuro 2 e o Slide, o Hoverboard da Lexus. Mas parece que nem só de skates vive a tecnologia futurista, o veículo do momento é a Hoverbike (spoiler: esse não é fake).

A Malloy Aeronautics é a responsável pelo projeto da Hoverbike. A empresa sediada no Reino Unido desenvolve o veículo encomendado pelas forças armadas dos EUA.

  (Foto: Reprodução/Malloy Aeronautics)

A versão final da Hoverbike é alimentada por quatro ventiladores de pás em invólucros de proteção e um motor de moto BMW de 1200 cc. O design, que lembra muito um drone, proporciona estabilidade e velocidade - apesar de ninguém ter feito o teste ainda.

"No momento, é controlado por ondas de rádio, só voou como veículo não tripulado. Nós não colocamos alguém nele ainda, mas não vai demorar”, explica Grant Stapleton, co-diretor da Malloy Aeronautics, em entrevista ao The Guardian. “Estamos trabalhando em seu desempenho de vôo e coisas desse tipo".

A Hoverbike ainda está em fase de projeto, por isso ainda não foram divulgadas velocidade máxima, capacidade de peso e altura de vôo. "No momento, estamos focando para a hoverbike ser capaz de transportar uma pessoa, mas não vamos parar por aqui”, diz Stapleton.

Confira o vídeo da Hoverbike:

Só meio de transporte?
Stapleton disse que a hoverbike teria muitos papéis possíveis. "Nós certamente teríamos muito mais interesse nos usos civis e humanitários. Essa é a parte que me anima. É um produto que é muito versátil, pequeno e barato”.

Ele pode entrar em lugares que um helicóptero regular não entra e é bem mais barato que um veículo maior. Além disso, os criadores garantem que o veículo é “consideravelmente mais seguro” do que aeroplanos convencionais.

Quem quiser ter uma Hoverbike terá que esperar. Stapleton diz que têm recebido muitas propostas, mas ainda não sabe o preço final ou quando o produto estará disponível para uso civil.

ver Revista Galileu