14 museus dedicados à cerveja que todo apaixonado pela bebida deveria conhecer

Facebook
VKontakte
share_fav

Dizem que viajar é bom para conhecer novos lugares e novas histórias – então vamos nos aprofundar na tradição da nossa bebida predileta na prática.

museu-de-cerveja-2-el-hombre

O Heineken Experience mistura tradição com modernidade

Quando vamos visitar novas cidades, o primeiro passeio turístico que nos recomendam é museu. E aí lá vamos nós observar quadros e esculturas que são tão belas quanto monótonas.

Mas nem todo museu precisa ter essa aura de – como vamos dizer – tédio. E hoje em dia cada vez mais esses espaços estão com interatividade e assuntos mais populares.

Me diz, há melhor tema para um museus do que a história da cerveja e sua produção? Pensamos longamente nessa pergunta e a única resposta a que chegamos é: não.

Então fizemos uma lista com 14 museus dedicados à nossa bebida predileta que você precisa conhecer, caso seja um apaixonado pela loira.

Brussel’s Museum of the Gueuze (Bruxelas, Bélgica)

Brussel's-Museum-of-the-Gueuze-el-hombre

Gueuze é um tipo de cerveja tradicional da Bélgica – e esse museu é dedicado a ela. O Brussel’s Museum of the Gueuze se considera um “museu vivo”, já que as coisas por lá continuam funcionando. Essa é uma cervejaria que data do começo de 1900 e que continua em produção, sem, no entanto, ter mudado as maneiras tradicionais.

“Máquinas, a maioria delas originais, barris com Lambic, Kriek ou Framboise (tipos de cerveja), adegas onde garrafas de Gueuze, Kriek ou Lambic Grand Cru aguardam pacientemente ate serem transferidas à mesa do consumidor, tonéis e caldeiras, um celeiro com um tonel de resfriamento onde o ar de Bruxelas corre livremente, uma máquina de filtrar e engarrafar, essas são as coisas que você verá durante a visita”, diz o site do museu.

Segundo a família Van Roy-Cantillon, que herda o espaço, essa é uma das últimas cervejarias tradicionais em que praticamente nada mudou nesse século que se passou. E eles “ficarão feliz em revelar a você o mistério da produção tradicional do lambic”.

Bier und Oktoberfestmuseum (Munique, Alemanha)

Bier-und-Oktoberfestmuseum-el-hombre

Esse é um museu dedicado à história da cerveja. Localizado num velho prédio de Munique – datado do século XIV -, o espaço conta com documentos, ferramentas e muitos outros pertences que contam a caminhada da bebida até os dias atuais. Eles têm, por exemplo, uma carta de 1487 com instruções de como fazer cerveja: malte de cevada, lúpulo e água. Somente isso.

Nos documentos, vamos descobrir que em determinado momento da história produzir cerveja ficou tão popular que os cervejeiros se tornaram tão importante quanto padeiros e açougueiros.

O museu também fala sobre a história da Oktoberfest, maior festa do mundo dedicado à bebida. Você sabia que ela se originou de uma corrida de cavalos que marcou um casamento real em 1810? Com cartazes, fotos e relatos, eles contam como a festa se tornou tão grandiosa.

Além disso, é claro que é possível degustar umas boas cervejas no museu. Se quiser saber mais, visite o site oficial.

Maisel’s Brewery and Cooperage Museum (Baviera, Alemanha)

Maisel’s-Brewery-and-Cooperage-Museum-el-hombre

Segundo o Guinness Book, esse é o mais completo museu de cervejaria do mundo. O prédio que hospeda as exposições é uma cervejaria original, então não poderia haver clima melhor.

Lá é possível ver uma coleção de mais de 5.500 garrafas de cerveja, uma sala de produção de cerveja completa datada de 1887 completamente preservada, entre outras coisas que encantam os apaixonados pela bebida.

Guinness Storehouse (Dublin, Irlanda)

guinness-storehouse-el-hombre

Aberto em 2000, esse museus da Guinness já recebeu mais de 4 milhões de visitantes. Instalado num prédio de sete andares de 1902, que era uma fábrica de fermentação na época, o museu é voltado para a história da Guinness, oferecendo atividades interativas.

No átrio do prédio estende-se o maior pint de cerveja do mundo, que serve de forma decorativa e se eleva na estrutura central do edifício, contemplando os andares acima. Se não fosse apenas decorativo, o pint acomodaria nada menos do que 14.3 milhões de pints de Guinness.

Nos outros andares conta-se a história dos ingredientes da cerveja, das estratégias de publicidade da marca, além de oferta de conferências e treinamentos aos visitantes. Esses também terão a oportunidade de fazer sua própria cerveja. Ainda há um espaço que mostra como usar a Guinness na gastronomia, deixando a comida mais saborosa com a cerveja.

Por fim, no último andar do prédio há o Gravity Bar, um espaço com uma vista privilegiada de 36oº graus de Dublin onde os visitantes podem apreciar um pint de Guinness.

Se quiser mais informações, visite o site deles.

Hook Norton Brewery Museum (Oxfordshire, Reino Unido)

Hook-Norton-Brewery-Museum-el-hombre

A Hook Norton Brewery é uma cervejaria antiga e tradicional de 1849. Eles abrem espaço para tours pela cervejaria todos os dias da semana. Lá será possível observar todos os estágios do processo de produção de cerveja numa visita que dura cerca de duas horas. E durante a visita, além de conhecer tudo sobre cerveja, ainda é oferecido um lanche com sanduíches, pizzas e chás.

Os visitantes também podem conhecer os cavalos que realizam as entregas das cervejas aos pubs locais. O negócio é tradicional mesmo.

No final há um museu com exposição as ferramentas antigas que já foram usadas na cervejaria, além de fotos que relembram momentos gloriosos da Hook Norton Brewery.

Para mais detalhes visite o site.

The National Brewery Centre (Staffordshire, Inglaterra)

The-National-Brewery-Centre-el-hombre

“Descubra a história, a arte e a diversão da produção de cerveja”, essa é a proposta do The National Brewery Centre, que fica na cidade de Burton, na Inglaterra, tradicionalíssima no universo de produção de cerveja.

Por lá o pessoal leva os visitantes a imergirem em absoluto no mundo tradicional da cerveja, mostrando registros de produção da bebida em épocas remotas, os equipamentos que eram usados, além de experiências e histórias reais de quem fez parte do processo de crescimento da bebida na região.

Cada estágio do processo de produção e comercialização da cerveja é explicado aos visitantes, envolvendo até os veículos que eram utilizados para distribuição da bebida (sim, os cavalos!). E o museu, nessa linha histórica, caminha até o momento atual, apresentando como a coisa acontece hoje em dia.

Se quiser saber mais, acesse o site oficial.

The National Brewery Museum (Potosi, Estados Unidos)

The-National-Brewery-Museum-el-hombre

Potosi é uma região americana que herda grande tradição cervejeira. E é lá que se localiza a Potosi Brewing Company, empresa produtora da bebida fundada em 1852. A cidade é tão reconhecida no mundo da cerveja que a American Breweriana Association, instituição americana dedicada a preservar a história da bebida, reconheceu nela o lugar ideal para instalar o The National Brewery Museum, museu oficial da ABA.

O fofo principal do museus é a produção da cerveja. Aos visitantes são ofertados coleções incríveis de garrafas, latinhas, copos, materiais publicitários, ferramentas, entre diversas exposições temáticas, como “Cerveja vai para a guerra”.

A Potosi Brewing Company ainda hospeda o Transportations Museum, que tem como objetivo mostrar as formas de transporte da cerveja em 12o anos de história. Então estão inclusos na exposição desde os cavalos e barcos à vapor, até os trens, carros e caminhões. Isso tudo num ambiente muitíssimo bem decorado.

Vale dar um pulo no site da empresa.

SAB World of Beer (Joannesburgo, África do Sul)

sab-world-beer-el-hombre

A África do Sul também tem tradição em cerveja. Em 1995 eles abriram por lá o Centenary Centre, um museu dedicado a contar a história da cerveja no país, uma vez que estavam completando 100 anos de produção da bebida. E, nessa inauguração, o então presidente Nelson Mandela disse o seguinte: “Esse museus também vai nos lembrar de uma história que negligenciamos a nossa conta e risco. Inevitavelmente, um produto que é parte integrante da cultura e economia de uma sociedade, traça em sua própria história, a história a sociedade.”

E então o Centenary Centre viria a ser o SAB World of Beer. Esse museu também apresenta aos visitantes a história da cerveja, desde suas origens ancestrais, passando pelo patrimônio africano, pela ascendência europeia, seu papel na história da África do Sul, passado, presente e futuro.

No final, claro, todos são convidados a uma boa e merecida degustação. Mais informações você consegue aqui.

Museu da Cerveja (Lisboa, Portugal)

museu-da-cerveja-el-hombre

O Museu da Cerveja em Portugal celebra, “conjuntamente com os países de língua portuguesa” (sim, o Brasil!), as maravilhas da nossa bebida predileta. Essa homenagem acontece com exposições que contam a história da cerveja na humanidade, nas mãos dos produtores portugueses, em países de língua portuguesa, nos monastérios e etc.

Além disso, também é disponibilizado um espaço para tomar cerveja junto com alguns petiscos locais e perfeitos para combinar com a bebida, como pastel de bacalhau. Dê um pulo no site se quiser saber mais sobre o museu.

Beer Museum (Praga, República Checa)

beer-museu-checa

Praga tem uma longa história com a cerveja, iniciando nos monastérios do século X. E esse museu é dedicado a contar essa história. Na verdade, o museu é totalmente focado em contar a história da cerveja na República Checa, que é bastante rica. Segundo o site dos caras, é nesse país que se bebe mais cerveja per capita no mundo.

Os visitantes podem degustar a bebida num ambiente que remete aos tempos remotos de produção da cerveja, e construções subterrâneas do prédio que datam do século XIII, enquanto aprendem sobre a relação da cerveja e da República Checa com o auxílio de áudios e vídeos. É uma experiência válida a qualquer apaixonado.

Se quiser, dê uma olhada no site.

Sapporo Beer Museum (Sapporo, Japão)

Sapporo-Beer-Museum-el-hombre

A ilha de Hokkaido é a segunda maior do Japão e é onde nasceu a tradição cervejeira do país. Único museu sobre cerveja de lá, o espaço é dedicado a apresentar diversos conhecimentos sobre a bebida e sua produção. Também conta a história da Sapporo Breweries Ltd. e da produção de cerveja no país como um todo. A marca de cerveja Sapporo Beer é produzida desde 1887 e hoje já circula o mundo.

Acomodado num prédio de três andares, o museu tem entrada franca e oferece degustação de cerveja depois do tour, além de um belo jardim para os visitantes relaxarem.

Tyskie Browarium (Tychy, Polândia)

Tyskie-Browarium-el-hombre

O prédio que hospeda esse museu faz parte da European Route of Industrial Heritage, uma rota cultural com os maiores patrimônios industriais da Europa. Documentos encontrados no local apontam que turistas já visitavam a região na virada do século XIX para o XX para conhecer o prédio da cervejaria. Mas apenas em 2004 foi organizada uma estratégia para abrir um museu sobre cerveja.

As cervejas na cidade de Tyskie são comercializadas desde o começo do século XVII, então há muita história para contar por lá. O museu coloca à disposição dos visitantes diversas atividades histórias e curiosas, entre elas uma sessão de cinema 3D. Inclusive há também programações interativas. O Tyskie Brwarium mescla tradição com modernidade.

Dê um pulo no site para mais informações.

Cervejaria Bohemia (Petrópolis, Brasil)

cervejaria-bohemia-el-hombre

A fábrica da Bohemia, em Petrópolis, foi a primeira cervejaria do Brasil, construída em 1853. Então não há lugar mais ideal para montar um museu sobre a cerveja em nosso país.

Oferecendo um espaço de estudo do desenvolvimento da cerveja na humanidade, voltando 8 mil anos na história, o museu da cervejaria é um dos grandes espaços nacionais dedicado à bebida. Também tem um local construído com alta tecnologia, disponibilizando painéis touchscreen para navegação dos visitantes.

E claro, ao final, uma deliciosa degustação “direto da fonte” encerra o tour de forma espetacular. Corre lá para o site para mais informações.

Heineken Experience (Amsterdã, Holanda)

heineken-experience-el-hombre

A Heineken começou a ser produzida em Amsterdã em 1864. A indústria que fabricava a tradicional cerveja é hoje um museu (que também faz parte do European Route of Industrial Heritage): o Heineken Experience. E o nome já indica que as exposições visam oferecer aos visitantes interatividade.

Sabendo de toda a criatividade dos caras das empresas (somos essa campanha publicitária , que coloca uma “garrafa de Heineken/GPS” no meio da rua e quem a pegar é direcionado até o museu.

Talvez nenhum outro museu da lista consiga juntar tradição com modernidade com tanta maestria quando o Heineken Experience. Ali se vivência a história da cerveja – e não apenas observa-se.

Se quiser, dê um pulo no site.

O post 14 museus dedicados à cerveja que todo apaixonado pela bebida deveria conhecer apareceu primeiro em El Hombre.

ver El Hombre