"Odeio GI Joe", diz Channing Tatum, protagonista da franquia

Facebook
VKontakte
share_fav

A Origem de Cobra e Retaliação, os dois filmes da franquia GI Joe, fizeram grande sucesso com o público, arrecadando quase US$ 700 milhões (segundo o Mojo), mas está longe de ser unanimidade. Por exemplo: Channing Tatum, protagonista da trama, na pele do soldado Duke, não compartilha da mesma empatia pela trama de ação.

Exclusivo: Channing Tatum e Sean Bean comentam a participação deles em O Destino de Júpiter.

“Vou ser muito honesto, eu odeio pra caralho aquele filme. Eu odeio aquele filme”, disse o ator de Anjos da Lei e O Ataque em uma bem-humorada entrevista ao programa de rádio de Howard Stern, nos Estados Unidos.

Sony anuncia versão feminina de Anjos da Lei.

Tatum explicou durante a conversa que era fã de GI Joe na infância e disse ter ficado animado ao ser chamado para o elenco dos longa-metragem. Ele não gostou, porém, do papel de Duke, que lhe teria sido imposto.

Veja as primeiras fotos de The Hateful Eight, novo filme de Tarantino.

“Eu perguntei: ‘Posso ser Snake Eyes [personagem de Ray Park]’. E eles disseram que não. Não tinha opção, era ‘Você vai fazer isso ou vamos processá-lo’. E o roteiro não era bom. Primeiro, eu não queria fazer algo que era ruim e, segundo, eu não sabia se queria ser GI Joe”.

Tatum admitiu ter se surpreendido com o fato de um considerável número de espectadores discordarem dele quanto ao filme, gerando pouco mais de US$ 300 milhões em bilheteria a G.I. Joe: A Origem de Cobra, de 2009, e cerca de US$ 375 milhões a G.I. Joe: Retaliação, de 2013.

Para desespero do intérprete, um terceiro capítulo da franquia é esperado, ainda sem confirmação de início das filmagens ou de elenco.

ver Rolling Stone Brasil