Ausência de catarse torna-se expressão de mal secular em espetáculo simbólico

Facebook
VKontakte
share_fav

Engraçado que tragédias contemporâneas, anteriores a esta representada na peça "Mantenha Fora do Alcance do Bebê", tenham abolido justamente a capacidade de catarse de seus personagens, o choro, o grito, a expressão derradeira da purgação. Leia mais (06/23/2015 - 02h20)

ver Folha de S.Paulo - Ilustrada