Em novo livro de poemas, Arnaldo Antunes é 'super-homem submisso'

Facebook
VKontakte
share_fav

Na porta da geladeira de Arnaldo Antunes, palavrinhas imantadas dizem "tenho todo o corpo pelo mundo". Músico, artista visual e escritor, ele tem também toda a sua obra espalhada pelos cantos, mas sempre girando em torno da palavra em suas dimensões gráficas e sonoras. Leia mais (06/22/2015 - 02h30)

ver Folha de S.Paulo - Ilustrada