Venezuela na mira: veja seis gols da seleção contra o adversário de hoje

Facebook
VKontakte
share_fav
Ronaldinho Gaúcho em golaço contra a Venezuela, pela Copa América de 1999 (Foto: Reprodução)

Durante muitos anos, partidas contra a Venezuela eram sinônimo de goleada brasileira. O fim da moleza aconteceu em 2008, nos Estados Unidos. Sob o comando de Dunga, o Vinotinto, como é conhecido o "ex-saco de pancadas" do continente, venceu a nossa seleção por 2 a 0, com gols de Maldonado e Vargas. Desde então, eles seguiram uma trajetória de evolução - enquanto nós parecemos regredir a cada ano.

Com o mesmo Dunga à beira do gramado, o Brasil volta a enfrentar a Venezuela sem Neymar, expulso na partida contra a Colômbia. Mesmo em primeiro lugar na chave e com poucas chances de desclassificação, a desconfiança entre os torcedores é grande. Conseguiria a seleção atuar bem o seu único craque?

Para preparar terreno para o jogo de domingo, separamos seis gols importantes marcados pelo Brasil contra a Venezuela. O número tem um motivo: 6 a 0 foi o resultado que mais se repetiu na história do confronto. Relembre alguns momentos tempos de hegemonia sobre a nação vizinha.


Ronaldinho Gaúcho - 1999 (Brasil 7 x 0 Venezuela)


Em sua estreia pela seleção brasileira, Ronaldinho Gaúcho marcou um gol antológico, talvez o mais bonito de toda a sua carreira. Após um chapéu na área, a então revelação do Grêmio tirou de mais um marcador e chutou forte com perna direita. O baile de debutante do craque terminaria em 7 a 0


Robinho - 2008 (Venezuela 0 x 4 Brasil)

Presente no Chile, o atacante do Santos já teve seus momentos de brilho diante da Venezuela. O principal deles foi nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, na vitória do Brasil na casa do adversário por 4 a 0. Não é comum ver o atacante marcando de tão longe, o que torna o gol ainda mais impressionante.

Romário - 2000 (Venezuela 0 x 6 Brasil)

Em 2000, o Baixinho já não tinha a mesma velocidade e nem era mais indiscutível na seleção brasileira. Mesmo assim, o atacante aproveitou a oportunidade contra a Venezuela e marcou quatro gols: um de pênalti, outro de cabeça e um com a perna direita. O mais bonito, o primeiro (2:30), teve a marca registrada de Romário: o drible no goleiro e o chute com calma. Ensina, Peixe!


Adriano e Roberto Carlos - 2005 (Brasil 3 x 0 Venezuela)


Posando de favorita, a seleção brasileira fez um jogo de festa contra a Venezuela no Mangueirão, no Pará. Com o "quarteto mágico" no ataque (Kaká, Ronaldinho Gaúcho, Adriano e Ronaldo), a equipe comandada por Parreira empolgou a torcida com três golaços. O mais bonito deles foi o primeiro, um domínio no alto, seguido de chute d'"O Imperador". O chute forte de Roberto Carlos, fechando o placar, também é digno de nota alta. Meses depois, a mesma equipe seria eliminada melancolicamente na Copa da Alemanha para a França.

Luizão - 2002 - Brasil 3 x 0 Venezuela

As partidas contra a Venezuela também já serviram de alívio para a seleção brasileira. Em 2002, o time comandado por Luiz Felipe Scolari só garantiu a classificação na última rodada. O primeiro gol, marcado por Luizão, não chegou a ser bonito, mas ficou marcado na memória de todos como o passo definitivo para o pentacampeonato na Ásia.

ver GQ Brasil