“A pistola não tem a culpa”

Facebook
VKontakte
share_fav

A coincidência é perturbadora e reflete o complexo significado das armas nos Estados Unidos. Um dia depois de um jovem branco matar nove negros numa igreja de Charleston (Carolina do Sul), a capa de quinta-feira do The Post and Courier, o principal jornal da cidade, continha um anúncio de uma loja de armas. Uma manchete ocupava toda a largura da página: Ataque em igreja mata nove. Logo acima havia um pequeno anúncio que dizia: “30 dólares com tudo incluído”. Era uma promoção especial para mulheres, numa sessão recreativa de tiro nas quintas à noite.

Seguir leyendo.

ver El País