Brecha no Safari expõe os usuários de Mac e iPhone a ataques phishing

Facebook
VKontakte
share_fav

Uma falha de segurança grave permite que usuários do Safari sejam redirecionado para sites falsos sem que percebam. A brecha, que afeta tanto o navegador para Mac OS quanto a versão para iOS , no iPhone, utiliza um script em Java que burla a URL exibida no navegador de Internet da Apple . Como exibir a URL completa na barra de endereços do Safari 8 do Yosemite Apple ainda não lançou uma atualização que corrija problema (Foto: Divvulgação/Apple) saiba mais Apple OS X Yosemite: como fazer o download da versão beta no seu Mac Spotify lança streaming de vídeos e aposta em notícias e comédia online Free Video To MP3: como baixar o áudio de um vídeo em MP3 A brecha foi descoberta pelo pesquisador de segurança digital David Leo. No teste, Leo conseguiu alterar uma página acessada para a URL de um site verdadeiro. O link do site original fica na barra de endereço, mesmo que a página exibida seja a falsa, fruto de um hack. A falha pode permitir que hackers utilizem a vulnerabilidade para roubar informações sigilosas, como dados bancários ou logins de acesso, em ataques de phishing. A vítima acredita que está em um site seguro e acaba expondo suas informações. O código inserido no Safari redireciona o site para a página falsa a cada dez milisegundos. Com isso, a barra de endereços pode ficar piscando no iOS. No OS X, mesmo que o código esteja ativo no navegador, isso não acontece. Até o momento a Apple não se pronunciou sobre a falha. É recomendável que enquanto não houver uma atualização, o Safari não seja utilizado no seu aparelho. O exploit foi textado com sucesso em um MacBook Pro rodando OS X 10.10.3 e Safari 8.0.6, assim com em um iPhone 5S com iOS 8.3. Via Ars Technica e PcWorld

ver TechTudo