Malásia e Indonésia abrigarão por um tempo os refugiados rohingya

Facebook
VKontakte
share_fav

Finalmente, a Malásia e a Indonésia abandonaram sua postura intransigente e aceitaram receber os barcos de refugiados rohingya que se dirigem aos seus países. Após duas semanas de críticas internacionais e de uma medição de forças chamada de “ping-pong humano” pelas organizações humanitárias, as duas nações indicaram que “a expulsão e o reboque dos barcos” a águas internacionais “não vai mais acontecer”.

Seguir leyendo.

ver El País