OnePlus 6T traz recursos de ponta por metade do preço do iPhone XS Max

Photo of OnePlus 6T traz recursos de ponta por metade do preço do iPhone XS Max
Facebook
VKontakte
share_fav

Depois da Xiaomi e da Huawei, a OnePlus finalizou a trinca chinesa e apresentou hoje sua criação que lutará no mercado de smartphones pelos próximos meses. Seguindo sua tradição de lançar um aparelho por ano e atualizá-lo no meio do caminho com novidades pontuais, a terceira força do país da muralha anunciou hoje o OnePlus 6T — uma versão melhorada do OnePlus 6, lançado em maio.

O novo aparelho da chinesa já era presença frequente em sites de rumores e vazamentos do mundo Android há algum tempo, e a revelação final não trouxe muitas novidades — o que não o torna menos impressionante. O 6T traz um design semelhante ao do seu antecessor, com traseira curva de vidro e tela (6,4 polegadas, AMOLED, FHD+) ocupando quase toda a superfície frontal; uma mudança notável está no recorte, que agora é minúsculo e tem formato de “gota”, abrigando apenas a câmera frontal de 16 megapixels. O “queixo” inferior também sofreu uma boa diminuição.

As câmeras traseiras têm 20 e 16 megapixels e oferecem zoom óptico de 2x; o software delas também traz novidades com um recurso para capturar fotos melhores em ambientes de pouca luz e uma ferramenta similar ao Modo Iluminação de Retrato, dos iPhones, que simula as técnicas de iluminação de estúdios profissionais.

O OnePlus 6T é também o primeiro smartphone a trazer para o ocidente um recurso que já causou muito rebuliço na indústria de rumores da Maçã: o leitor de digitais embutido na tela. Ele funciona mesmo com o aparelho em modo de espera e, segundo a fabricante, é tão rápido e confiável quanto os componentes dos aparelhos antecessores, que ficavam na superfície traseira. Como opção nunca é demais, entretanto, o 6T traz também o reconhecimento facial (que é menos seguro, é bom notar).

Outras especificações incluem um processador Snapdragon 845, 6GB ou 8GB de RAM, 128GB ou 256GB de armazenamento, bateria de 3.700mAh e suporte a carregamento rápido — o carregador de parede e cabo incluídos na caixa deixam o aparelho com 50% de bateria em menos de 30 minutos, o que deveria deixar a Apple com vergonha. Apesar disso, a OnePlus continua sem oferecer suporte a recarga sem fio; o 6T também não tem nenhum certificado de resistência a líquidos e a fabricante o classifica somente como “resistente a respingos”.

São as concessões que se faz para vender o OnePlus 6T, um aparelho com especificações (e tamanho) de topo-de-linha, pela metade do preço que a Apple cobra pelo iPhone XS Max. O chinês parte de US$550 pela versão de 6GB de RAM e 128GB de armazenamento, pulando para US$580 (8GB/128GB) e US$630 (8GB/256GB).

Ele será vendido em duas versões, ambas pretas (uma fosca e outra brilhante), e pela primeira vez através de uma operadora nos Estados Unidos — a T-Mobile. Da mesma forma, ele é o primeiro aparelho da OnePlus a trazer suporte à rede da Verizon, a maior operadora americana. Ou seja, sim, a chinesa está vindo pro jogo… será que tem preparo físico?

via VentureBeat

ver Mac Magazine
#telefonia
#smartphone
#android
#eletrônicos
#preço
#oneplus
#aparelho
#gadgets
#hardware
#china
#iphone