Bolsonaro quer governo ‘defensor da Constituição, da democracia e da liberdade’

Facebook
VKontakte
share_fav

O presidente da República eleito neste domingo (28.out.2018), Jair Bolsonaro (PSL), afirmou em seu discurso de vitória, na porta da casa dele, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que fará 1 governo “defensor da Constituição, da democracia e da liberdade.”

Bolsonaro participou de uma corrente de oração conduzida pelo senador Magno Malta antes de se pronunciar.


O capitão reformado derrotou o petista Fernando Haddad no 2º turno e irá tomar posse como presidente no dia 1º de janeiro de 2019. Conforme o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), com 96,27% das urnas apuradas, ele havia recebido 56,1 milhões de votos (55,49%).

“Faço de vocês minhas testemunhas de que esse governo será 1 defensor da Constituição, da democracia e da liberdade. Isso é uma promessa, não de 1 partido, não é a palavra vã de 1 homem, é 1 juramento a Deus. Estou muito feliz, e missão não se escolhe nem se discute, se cumpre. Nós juntos cumpriremos a missão de resgatar o nosso Brasil”, afirmou.

Ele ainda disse que terá todas as condições de governabilidade e cumprirá todos os compromissos assumidos até então.

“Temos tudo para sermos uma grande nação. Temos condições de governabilidade dados aos contatos que fizemos nos últimos anos com parlamentares, todos os compromissos assumidos serão cumpridos com as mais variadas bancadas, com o povo em cada local do Brasil que me estive presente”, disse.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#constituição
#democracia
#2 turno
#barra da tijuca
#eleições