Interesse sobre ‘Zapgate’ cai nas redes sociais, aponta análise da Bites

Facebook
VKontakte
share_fav

De acordo com boletim da Bites, divulgado neste sábado (20.out.2018), caiu o interesse da opinião pública nas redes sociais sobre reportagem da Folha de S. Paulo que liga empresários a 1 esquema de favorecimento na campanha de Jair Bolsonaro (PSL).

Na última 5ª feira (18.out), o jornal Folha de S.Paulo denunciou 1 suposto esquema de disseminação de fake news anti-PT financiado por empresários.

Até às 13h deste sábado, os 3 textos jornalísticos recordistas em interações no Facebook e Twitter, entre 19.630 publicados nas últimas 24 horas, são favoráveis a Bolsonaro. No total, os textos somam 802 mil interações nas redes sociais, enquanto as publicações mais críticas perderam interação.

No Twitter, as associações entre os nomes dos 2 candidatos, o TSE e o WhatsApp registraram pico na 5ª com 201 mil tweets, quando a matéria foi publicada. Na 6ª feira (19.out), alcançou 213 mil e hoje 57 mil. Para a empresa de análise de dados digitais o movimento “não aponta para 1 expressivo aumento nas próximas horas.”

Seguidores nas redes sociais

A empresa aponta que publicação da matéria e a ação protocolada pelo PT pedindo investigação sobre a suposta fraude não atingiu o crescimento dos perfis oficiais de Bolsonaro nas redes sociais.

Segundo a Bites, na última 5ª feira, o candidato ganhou 211 mil fãs e seguidores nas redes sociais. A previsão é que ele supere os 17 milhões de seguidores nas próximas 48 horas. Enquanto Haddad conquistou 66 mil seguidores desde 5ª e soma 3,2 milhões.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#bites
#twitter
#facebook
#eleições
#whatsapp
#fernando haddad pt
#jair bolsonaro psl
#zapgate