PSB expulsa do partido prefeito que apoia Bolsonaro

Facebook
VKontakte
share_fav

O PSB anunciou, nesta 3ª feira (18.set.2018), que vai desfiliar da legenda o prefeito de Chapecó (SC), Luciano Buligon, por apoiar o candidato Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições presidenciais. A decisão foi anunciada por meio de nota assinada pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira.


O partido aprovou, na convenção nacional realizada no dia 5 de agosto em Brasília, uma resolução que proíbe os integrantes da sigla de apoiarem o político do PSL.

Na ocasião, o PSB também aprovou a neutralidade nas eleições para presidente. Isso aconteceu devido a 1 acordo costurado entre as Executivas Nacionais do PT e PSB.

O partido socialista cogitava se coligar com o candidato Ciro Gomes (PDT), mas optou pela neutralidade depois que o PT retirou a candidatura de Marília Arraes em Pernambuco e aprovou apoio a reeleição do governador Paulo Câmara (PSB). Arraes é candidata a deputada federal.

A negociação também passou pela retirada pela candidatura de Márcio Lacerda em Minas Gerais, que se desfiliou do PSB, e pelo apoio do diretório mineiro do partido socialista a reeleição de Fernando Pimentel (PT).

Leia a íntegra da nota de expulsão:

PSB ANUNCIA EXPULSÃO DE PREFEITO QUE DECLAROU APOIO A BOLSONARO

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) deliberou, em seu Congresso Nacional, Eleitoral realizado no dia 5 de agosto do corrente ano, que apoiaria candidaturas de centro-esquerda nas eleições presidenciais, uma vez não se apresentaria ao pleito com projeto próprio.

Na mesma oportunidade, o partido definiu que não admitiria em hipótese alguma apoio a candidaturas de direita do espectro político-partidário, com destaque para aquela liderada por Jair Bolsonaro. Cumpre observar que o Congresso Nacional, instância decisória máxima no âmbito do PSB, estabeleceu por meio da Resolução Política ser vetado

[…] rigorosamente a qualquer membro ou seção partidária, o apoio à candidatura do deputado Jair Bolsonaro […] pelo que ela representa de ameaça à democracia e aos direitos humanos.

Neste contexto, a decisão do senhor prefeito de Chapecó, Santa Catarina, Luciano Buligon, de apoiar o candidato do Partido Social Liberal consiste em iniciativa que afronta decisão colegiada máxima do PSB, fato que enseja a expulsão sumária.

Considerados, portanto, a gravidade da situação que se apresenta e a fidelidade histórica do PSB a seus princípios programáticos e político-ideológicos, que não admite nem mesmo a mais remota proximidade com a extrema-direita, procedo à expulsão do Sr. Luciano Buligon, dos quadros do Partido, ad referendum da Comissão Executiva Nacional.

Brasília-DF, 18 de setembro de 2018.

CARLOS SIQUEIRA
Presidente Nacional do Partido Socialista Brasileiro – PSB

ver Blog do Fernando Rodrigues
#chapecó
#ciro gomes
#psb
#fernando pimentel
#paulo câmara
#carlos siqueira
#marcio lacerda
#convenção nacional
#eleições
#jair bolsonaro
#eleições 2018
#marília arraes