Meirelles defende transferência de venezuelanos para outras regiões do país

Facebook
VKontakte
share_fav

Como uma das medidas para solucionar a crise migratória em Roraima, o candidato à Presidência pelo MDB, Henrique Meirelles, defendeu nesta 4ª feira (29.ago.2019) a transferência de venezuelanos para outros Estados do país.


“De um lado, o Brasil tem uma política de respeito aos Direitos Humanos. De outro, temos que preservar os interesses da população de Roraima. Temos que compatibilizar essas duas questões. Para isso, em 1º lugar, vamos ter que promover a interiorização, a transferência das pessoas para outros lugares do país”, disse.

Após encontro de candidatos à Presidência com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), o ex-ministro da Fazenda afirmou, ainda, que o governo “deve ser firme” com o regime político da Venezuela.

“É inaceitável que o país ajude 1 regime que viola não só condições de Direitos Humanos, mas também joga o país em uma crise sem precedentes”, disse.

Roraima tem sofrido com a entrada de imigrantes que fogem da crise econômica da Venezuela. Nesta 3ª feira (28.ago), o presidente Michel Temer decretou uma GLO (Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no Estado e, assim, liberou o uso das Forças Armadas.

Além de Meirelles, já foi entrevistado nesta manhã o candidato Geraldo Alckmin (PSDB). Ainda passarão pela CNA, Alvaro Dias (Pode) e Marina Silva (Rede). Estavam previstas as presenças de Ciro Gomes (PDT) e Jair Bolsonaro (PSL), mas os candidatos cancelaram a participação.

Segurança

O ex-ministro criticou posicionamentos defendidos pelo candidato Jair Bolsonaro (PLS) em relação à condecoração de policiais que “matassem mais bandidos”. Segundo ele, isso seria “abolir o direito de defesa” e colocar o país em 1 estado de “selvageria”.

“Quem é que decide quem é ‘bandido’ e quem não é ‘bandido’? É o policial que está na rua, é o soldado? Ele que decide?”, questionou. “Para isso, nós temos o governo, a Constituição, o Estado de Direito”, complementou.

Meirelles afirmou ser contra a distribuição de armas à população e disse que violência se combate “com inteligência”.

Críticas, investimento e abertura

Meirelles também cutucou outros opositores e questionou a capacidade dos postulantes ao Planalto de atrair a confiança de investidores estrangeiros.

“Quem você acham, entre os candidatos à Presidência da República, que têm condições de ter mais credibilidade no exterior e trazer mais investimentos para o Brasil?”, perguntou a empresários durante encontro.

O ex-ministro defendeu a maior participação de investidores internacionais como uma das formas de resolver problemas de infraestrutura no país. Afirmou também que, se eleito, trabalhará pela abertura comercial, com fortalecimento das relações do país com parceiros como China, União Europeia e Aliança do Pacífico.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#roraima
#cna
#segurança
#imigrantes venezuelanos
#imigração
#investimentos
#candidatos à presidência
#mdb
#eleições
#jair bolsonaro
#henrique meirelles
#venezuela
#eleições 2018