‘Previsível’, diz general Mourão sobre uso de Forças Armadas em Roraima

Facebook
VKontakte
share_fav

Candidato à vice-Presidência na chapa de Jair Bolsonaro (PSL), o general da reserva do Exército Hamilton Mourão (PRTB) chamou de “previsível” a decisão do governo federal de autorizar o uso das Forças Armadas para tentar conter a crise em Roraima.

“Era previsível. O Estado não tem condições de lidar com o problema”, disse Mourão ao Poder360 nesta 4ª feira (29.ago.2018).


O militar concorda com o governo na decisão de não fechar as fronteiras com a Venezuela. “Seria uma atitude não humanitária”, afirma.

O presidente Michel Temer assinou nesta 3ª decreto para instaurar a Garantia da Lei e da Ordem (GLO) em Roraima.

Apesar do tom de concordância com a medida do governo, Mourão é crítico frequente da intervenção federal na segurança do Rio de Janeiro e, tal como Bolsonaro, defende a não prorrogação das operações.

Bolsonaro, inclusive, já falou que os militares têm sido terceirizados e convocados “até para matar mosquito”.

ver Blog do Fernando Rodrigues
#roraima
#fronteiras
#general hamilton mourão
#eleições
#imigrantes
#venezuela
#brasil