Espanha, um plano B para venezuelanos com recursos

Photo of Espanha, um plano B para venezuelanos com recursos
Facebook
VKontakte
share_fav

Sandra Araujo, de 51 anos, diz que Madri lhe lembra a Caracas “de antes do desastre”. Apesar de ter nascido no interior do país, cresceu e viveu na capital venezuelana a maior parte de sua vida, até que decidiu ir embora após o sequestro de um de seus sobrinhos em 2014. Foi para Miami, aonde já havia enviado a filha para estudar e onde tem três propriedades das quais sobrevive, após a quase completa ruína do hospital administrado por sua família. Mas, em outubro passado, se mudou para Madri porque nos Estados Unidos é cada vez mais difícil conseguir o visto de residência, e a vida é muito cara, “quatro vezes mais cara do que na Espanha”, afirma.

ver El País
#política migração
#demografia
#madri
#identificação
#migrantes
#defesa
#migração
#vistos
#segurança nacional
#comunidade de madrid
#passaportes
#imigração
#política econômica
#américa
#espanha
#sociedade
#imigrantes
#venezuela
#américa do sul
#américa latina
#economia