Alessandra: “O basquete brasileiro não soube se impor como o vôlei fez”

Photo of Alessandra: “O basquete brasileiro não soube se impor como o vôlei fez”
Facebook
VKontakte
share_fav

Em junho e julho, quando a atenção dos brasileiros estava voltada à Copa do Mundo de Futebol, a seleção de basquete disputava, discretamente e com bem menos audiência, os jogos classificatórios para o Mundial de 2019. Alessandra de Oliveira, a pivô número 13 da seleção feminina que conquistou o primeiro Mundial da modalidade para o Brasil em 1994 —além da prata nas Olimpíadas de Atlanta, em 1996, e do bronze em Sydney, em 2000— acompanhou cada jogo, ansiosamente. Aos 44 anos, Alessandra é a única da "geração de ouro" (foi companheira de Paula e Hortência) a continuar nas quadras, com seus exatos 2 metros de altura.

ver El País
#jogadores
#esportistas
#basquete
#jogadores basquete
#esporte feminino
#basquete feminino
#esportes