O maior torneio de games de luta já teve uma versão alternativa no Brasil

Photo of O maior torneio de games de luta já teve uma versão alternativa no Brasil
Facebook
VKontakte
share_fav

O Evolution Championship, ou só EVO mesmo, é o principal e mais importante evento de jogos de luta do mundo. Ele acontece todos os anos nos EUA e, agora em 2018, estreou trailer no YouTube e conta oficial no Twitter.

Pra quem participou dos torneios, eles eram encarados como uma versão alternativa da competição. “A maioria via a EVO South America como uma iniciativa oficial relacionada à marca Evolution, mas do calendário paralelo”, falou Guilherme Galbes, o Sarda, que viajou de Curitiba pra participar da edição 2009 da competição.

“A EVO South America aconteceu num período em que já existiam vários torneios de jogos de luta organizados por pessoas diferentes, mas, na época, o escopo era menor e a percepção dos torneios também bem diferente. Era um outro momento tanto para os eSports quanto para o cenário de jogos de luta”

Ainda realizado no Anime Friends, o evento contou com mais torneios e de jogos recentes pra época, como Tatsunoko vs. Capcom, Mortal Kombat vs. DC Universe e, claro, o queridinho de todos: Street Fighter IV.

Aliás, ali foi a primeira vez que muitos jogadores colocaram as mãos no novo Street Fighter, o que deixou todo mundo na pilha de soltar uns hadoukens e lariats. “Como era o começo do Street Fighter IV, muito do jogo ainda tava sendo descoberto”, relembrou Sarda, que participou do torneio. “Eu lembro do jogador ‘Ken-Returns’ que usava bastante o Lariat do Zangief e as peitadas do El Fuerte que ninguém conseguia defender”.

Foi assim que Ken-Returns chegou à grande final de Street Fighter IV, só que ele foi derrotado por Fabio Fujiyama, o Binop, que acabou sendo campeão.

Binop lembra que, mais do que ganhar o torneio, o EVO South America foi importante pra voltar a criar uma cena competitiva pra Street Fighter por aqui. “Na época ainda não tínhamos muitos torneios nem um cenário competitivo pro jogo, não tínhamos tantas oportunidades de jogar off-line, então estava todo mundo empolgado em participar”, falou o ex-pro player, que hoje mora no Japão.

“Lá eu também encontrei grande parte da comunidade de jogos de luta brasileira ao vivo e acabei fazendo muitas amizades, isso me motivou a continuar sendo um praticante dos jogos de luta”, disse Binop.

Assim como os campeões dos torneios de KOF 2002 (Valdo) e Tatsunoko vs. Capcom (Fbro), Binop levou pra casa um monitor Samsung como prémio, além de uma vaga pro EVO nos EUA, mas como não tinha visto americano, não pode aproveitar essa parte da premiação.

EVO South America 2009.

Depois da edição de 2009, o EVO South America parou de ser realizado. Em parte porque Gordão se afastou da cena e, como ele era o principal organizador e o intermediário que conversava com Seth Killian nos EUA, não dava mais pra usar a marca.

Ao mesmo tempo, o Portal Versus começou a realizar diversos torneios que, de certa forma, substituíram o EVO Brazuca e que davam mais liberdade, principalmente na hora de escolher os games que seriam jogados, o que sempre gerou confusão no EVO South America.

Por sinal, treta e polêmica foi o que não faltou das duas edições do evento: segundo uma postagem no fórum do Shoryuken, os participantes reclamavam porque tinham que pagar duas vezes (uma pra entrar no Anime Friends e outra pra se inscrever nos torneios) e gente querendo que certos jogos estivessem na competição (Marvel vs. Capcom) e outros não (Smash Bros.).

EVO South America 2009.

Teve até mesmo um caso de roubo, como contou Dennys Michelassi, o Trancas, que ajudou nos bastidores do EVO South America: “Os videogames que usavam nos torneios eram nossos, de quem organizava, aí deram fim no Wii em que a gente estava fazendo o campeonato de Tatsunoku [vs. Capcom], que era de um brother nosso. Deram as costas um minuto e quando foram ver... cadê o videogame? Depois a gente fez um tópico no fórum do Portal Versus pra fazer uma vaquinha e comprar outro Wii pro cara”.

Nada como um torneio de jogos de luta tipicamente brasileiro.

Hoje em dia parece que a organização do EVO prefere não lembrar que uma versão sul-americana do torneio aconteceu, só que seria uma derrota (de perfect) se a história da realização de um EVO em terras brasileiras se perdesse na memória e no tempo.

Veja aqui mais fotos do EVO S.A. de 2008 e também de 2009.

Siga a VICE Brasil no , Twitter, Instagram e YouTube.

ver Vice Brasil
#exclusivo
#fgc
#evo
#jogos de luta
#jogo de luta
#games
#evo 2018
#brasil
#fighting game community
#evo south america
#evo sa