Trump se torna líder mais seguido no Twitter, aponta estudo

Photo of Trump se torna líder mais seguido no Twitter, aponta estudo
Facebook
VKontakte
share_fav

Genebra – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se tornou a personalidade mais seguida do mundo no Twitter, rede social na qual conta com 52 milhões de seguidores, o dobro do que tinha quando assumiu o poder em 2017.

De acordo com o estudo Twiplomacy 2018, publicado nesta terça-feira, o líder americano desbancou o papa Francisco, que no ano passado aparecia na mesma análise como o personagem mais seguido no Twitter.

Isso considerando as nove contas que o Pontífice tem nessa plataforma em diferentes idiomas, que são seguidas por um total de 47 milhões de pessoas.

Trump atrai muito mais seguidores mediante sua conta pessoal do Twitter, que utiliza regularmente como principal canal para fazer comentários, expressar a sua opinião e inclusive fazer anúncios, com relação à sua conta oficial como presidente dos EUA: @POTUS.

Esta última, que em geral só retuita coisas escritas na @realDonaldTrump, na do vice-presidente Mike Pence, na da Casa Branca e na de outras instituições do país, fica no quinto lugar entre as contas do Twitter mais seguidas no mundo.

Depois de Trump e do papa Francisco, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modri, ocupa o terceiro e quarto posto entre as personalidades mais seguidas, através de sua conta pessoal e a de seu escritório, respectivamente.

A primeira é seguida por 42 milhões de pessoas e a segunda por 26 milhões.

Vem depois a conta institucional do presidente Trump, com 23 milhões de seguidores, e depois a da Casa Branca, com 17 milhões.

O estudo, elaborado pela firma de relações públicas Burson Cohn & Wikf (BCW), cobre o período de 19 de maio de 2017 a 18 de maio, durante o qual os chefes de Estado e de Governo de 187 países tinham presença no Twitter, ou seja 97% dos 193 Estados-Membros da ONU.

A avaliação cobre 951 contas dos líderes desses países, assim como de agências de governo e ministérios de relevância internacional, entre os quais o presidente Trump é um dos poucos que é pessoalmente ativo nas contas do Twitter.

Trump é também quem gerou mais interações no Twitter nos últimos 12 meses: um total de 264 milhões de “curtidas” e de retweets, 12 vezes mais do que o papa Francisco, que teve 22 milhões de interações do mesmo tipo.

Cada tweet de Trump gera uma média de 20 mil retweets, segundo o estudo de BCW.

Em nível europeu, a conta institucional da primeira-ministra britânica, Theresa May, (@10DowningStreet) é com cinco milhões de seguidores a mais popular entre os líderes da União Europeia, bloco que o país deixará em março.

Depois, aparece a família real britânica, com pouco mais de 3 milhões de seguidores, assim como o presidente da França, Emmanuel Macron, que triplicou o número de seguidores desde sua eleição em maio de 2017.

O Governo holandês destaca-se nesta análise comparativa por ser o que mais “conversas” gera, já que responde de maneira assídua às perguntas dos cidadãos sobre questões de políticas públicas e leis, com réplicas a 97% de tweets que recebe das pessoas.

O Facebook é a segunda rede social mais popular entre os líderes políticos e, de fato, é onde mais audiência conseguem em geral, enquanto o Instagram se transformou na terceira rede de maior atividade entre eles.

ver EXAME
#redes sociais
#twitter
#mundo
#donald trump