Apple poderá lançar iPads com Face ID, MacBook Air mais barato, Watch com tela maior… tudo em 2018!

Photo of Apple poderá lançar iPads com Face ID, MacBook Air mais barato, Watch com tela maior… tudo em 2018!
Facebook
VKontakte
share_fav

Nosso amigo Ming-Chi Kuo até que ensaiou uma saída de cena, mas não deu: o analista continua sendo uma fonte prolífica e razoavelmente certeira sobre os próximos passos da Apple, agora à frente da TF International Securities.

E a sua nota liberada hoje para investidores é basicamente um documento recheado de spoilers (que podem ou não ser reais, é bom lembrar) dos próximos meses da Maçã.

Conceito de “iPad X”

A nota, obtida pelo MacRumors, afirma que a Apple fará ao menos três lançamentos importantes no segundo semestre de 2018 — além do anúncio dos novos iPhones, é claro. Seriam eles novos iPads equipados com câmera TrueDepth e Face ID, um novo MacBook Air de entrada mais barato e, por fim, uma nova geração do Apple Watch com telas maiores em carcaças similares às atuais, como já comentamos aqui.

Não há mais informações sobre os possíveis produtos a serem lançados, mas Kuo também deu pitacos sobre a provável linha de iPhones que será apresentada no segundo semestre. Como já sabemos, o analista (e boa parte do mundo dos rumores) aposta no anúncio de três iPhones, um com tela LCD (e design do iPhone X) de 6,1 polegadas, um sucessor do iPhone X (de mesmo tamanho e com componentes atualizados) e um “iPhone X Plus” (o mais caro de todos, com tela AMOLED de 6,5 polegadas).

Suposta linha de iPhones para 2018

Segundo Kuo, o modelo de 6,1 polegadas (considerado de entrada) custará o mesmo que custam atualmente os iPhones 8 — ou seja, na faixa dos US$650-750. Por ter recursos semelhantes aos do iPhone X, como o Face ID, isso incentivará uma grande parcela de consumidores a atualizarem para o novo aparelho, que, de acordo com o analista, entrará em produção um pouco depois dos seus irmãos. Todos eles, entretanto, devem ser anunciados e já vendidos em setembro próximo.

Kuo falou ainda dos iPhones de 2019, afirmando que os modelos terão “inovações marcantes” — mas não será possível saber nada sobre elas até setembro ou outubro, quando seus primeiros detalhes começarão a aparecer na cadeia produtiva. Ele acredita que esses modelos de 2019 ainda verão a versão LCD superar as versões AMOLED em vendas, entretanto.

O analista ainda opinou sobre a atual guerra comercial sendo travada entre os Estados Unidos e a China, afirmando que a Apple não deve ser diretamente afetada pela disputa mas que, ainda assim, deve se cercar de cautelas para que o consumidor chinês não rejeite a marca por um suposto sentimento antiamericano.

Por fim, ainda temos uma breve confabulação sobre a concorrência da Apple nos segmentos mais caros do mercado. Segundo Kuo, a única competição da empresa por lá é consigo mesma — ou seja, a Maçã precisa oferecer novos modelos que agradem os consumidores para acelerar as demandas de substituição. O analista acredita que o crescimento lento do iPhone nos últimos tempos é resultado direto da Apple não apresentar argumentos convincentes para os seus clientes fieis trocarem de aparelho desde o iPhone 6.

Vamos ver quais das previsões tornar-se-ão realidade…

ver Mac Magazine
#rumores
#eletrônicos
#apple
#hardware