Como aproveitar o melhor de Zurique em 24 horas

Photo of Como aproveitar o melhor de Zurique em 24 horas
Facebook
VKontakte
share_fav
Zurique, uma cidade de curtas distâncias, destaca-se por seu histórico de significativos movimentos culturais e políticos

Talvez Zurique não seja o seu sonho de consumo em termos de viagem, uma vez que é mais conhecida como o reduto dos banqueiros. Mas há vários motivos para prestar mais atenção na cidade mais rica da Suíça.

LEIA MAIS: 10 apps indispensáveis para uma viagem de negócios

Se a austera beleza da arquitetura e o rio Limmat ainda não são razões suficientes para convencer um viajante de seu potencial, é bom lembrar que Zurique também é a capital cultural do país — a cidade foi o centro da Reforma Protestante Suíço-Alemã liderada por Ulrich Zwingli e o berço do dadaísmo no início do século 1920.

Para muita gente, Zurique é um lugar para uma rápida viagem de negócios ou uma simples parada, várias vezes a caminho dos resorts de esqui ou de qualquer outro destino da Europa. Porém, a mistura de locais históricos, excelentes espaços de arte e restaurantes estilosos fazem com que esse seja um agradável destino para o fim de semana.

A cidade não se parece nem com Londres — onde o grande Palácio de Buckingham está sempre lotado de turistas —, nem com Paris, onde a abundante arquitetura domina a paisagem e multidões disputam espaço na Champs Elysées. Zurique, uma cidade de curtas distâncias, destaca-se por seu histórico de significativos movimentos culturais e políticos. Possui cafés admiráveis e alguns dos chocolates mais famosos do mundo são feitos por lá. Apesar de não ser prioridade para fins hedonistas, com certeza vale a pena fazer um esforço para passar uma ou duas noites na cidade.

Veja, na galeria abaixo, planos e locais para aproveitar o melhor de Zurique em 24 horas:

Divulgação

O post Como aproveitar o melhor de Zurique em 24 horas apareceu primeiro em Forbes Brasil.

ver Forbes Brasil
#café
#viagens
#restaurantes
#hotel
#arte
#atrações turísticas
#zurique
#dadaísmo
#viagem
#gastronomia
#suíça
#lifestyle
#cidade histórica
#coleção de arte
#august