“A principal forma de Marielle lutar era reforçando que nosso amor era legítimo”

Photo of “A principal forma de Marielle lutar era reforçando que nosso amor era legítimo”
Facebook
VKontakte
share_fav

A vereadora Marielle Franco (PSOL) e o motorista Anderson foram brutalmente assassinados há quase 90 dias, sem que nenhum suspeito ainda tenha sido apontado. Ainda sem saber quem mandou matar sua companheira, Mônica Benício prestou uma homenagem a Marielle em um vídeo publicado pela ONG Anistia Internacional, defensora dos direitos humanos em todo o mundo. Nele, Mônica fala sobre as idas e vindas de um relacionamento de 14 anos e fala da importância para ela e Marielle de lutar pelo amor e todas as formas de família. "Marielle lutava na casa LGBTI... Para além da questão do Parlamento, [isso significava] a divulgação da vida pública dela, não esconder o relacionamento que a gente tinha, reforçar que isso era um amor legítimo, feliz, e que nossas famílias existem. Eu acho que essa era a principal forma dela lutar nessa causa. A gente tinha que ficar autoafirmando que esse amor é legítimo".

ver El País
#dia dos namorados
#eventos
#acontecimentos
#assassinatos
#delitos
#casos judiciais
#américa
#justiça
#sociedade
#américa do sul
#brasil
#américa latina
#caso marielle franco
#marielle franco