Apesar de oferta, navio Aquarius descarta ir para a Espanha: “Viagem põe em risco os resgatados”

Photo of Apesar de oferta, navio Aquarius descarta ir para a Espanha: “Viagem põe em risco os resgatados”
Facebook
VKontakte
share_fav

O presidente do Governo (primeiro-ministro), Pedro Sánchez, deu instruções para que a Espanha receba no porto de Valência o navio Aquarius, que navega pelo Mediterrâneo com mais de 600 imigrantes e refugiados resgatados pela Médicos Sem Fronteiras (MSF) e SOS Mediterranée, abandonados à sua sorte depois que o novo ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, impediu sua entrada no país. No entanto, ninguém notificou até o momento o capitão da embarcação e as ONGs ali presentes que seu destino é Valência. O percurso é de cerca de 700 milhas náuticas, uns três dias, e segundo os cálculos dos responsáveis pelo barco não há comida suficiente para tanto tempo, por isso precisariam recolher mantimentos em outro porto a caminho de Valência. A embarcação continua parada.

ver El País
#crise refugiados europa
#crise migratória
#crise humanitária
#problemas demográficos
#política migração
#vítimas guerra
#catástrofes
#política exterior
#ong
#fronteiras
#comunidade valenciana
#serviços emergência
#emergências
#refugiados
#transporte marítimo
#médicos sem fronteiras
#imigração
#itália
#salvamento marítimo
#segurança marítima
#imigrantes africanos
#catalunha
#imigrantes
#navio aquarius