CSN assina acordo judicial para prevenção de acidentes

Photo of CSN assina acordo judicial para prevenção de acidentes
Facebook
VKontakte
share_fav

A Procuradoria do Trabalho no Município de Volta Redonda (RJ), firmou um acordo judicial com a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) para cumprir um plano de trabalho para prevenção de acidentes, firmado entre a empresa e o Ministério Público do Trabalho.

O plano prevê ações, que serão realizadas até 2020, para garantir a proteção dos trabalhadores a partir do uso de equipamentos de segurança e por meio da adaptação das máquinas e equipamentos. No acordo, ficou estabelecida multa de R$10 mil por dia em caso de violação.

Segundo o procurador do Trabalho, Rafael Salgado, após a celebração do acordo, o próximo passo será a fiscalização rotineira da empresa, para que as obrigações assumidas sejam efetivamente cumpridas, “garantindo-se a segurança do trabalhador”.

Em nota, a Companhia Siderúrgica Nacional informou que “o acordo foi assinado em julho de 2017 e, desde então, vem sendo cumprido pela empresa”.

Ação

Em setembro de 2014, o Ministério Público do Trabalho​ no Rio de Janeiro ajuizou a ação civil pública contra a CSN a partir de um inquérito instaurado para investigar a morte do trabalhador Tadeu Andrade Silva, em novembro de 2011. O empregado atuava no setor de gerência de materiais e morreu após ser atropelado por uma empilhadeira industrial.

Após o acidente, a Procuradoria do Trabalho de Volta Redonda investigou diversos acidentes na CSN, alguns fatais, ocasionados pelo descumprimento das normas de segurança.

Entre 2015 e 2016, vários pedidos de urgência para garantir a segurança dos trabalhadores foram indeferidos pela Justiça do Trabalho e o processo chegou a ser suspenso.

Ao longo dos últimos anos, vários acidentes foram registrados na CSN, com a morte de 11 trabalhadores.

A CSN é a maior siderúrgica do Brasil, da América Latina e uma das maiores do mundo. No primeiro trimestre de 2018, segundo balanço divulgado pela companhia no dia 14 de março, a CSN teve um aumento de 27% no volume de venda de aço, com um aumento de 27% em relação ao mesmo período de 2017. O lucro líquido da empresa no primeiro trimestre deste ano foi R$ 1,48 bilhões.

ver EXAME
#csn
#acidentes de trabalho
#siderurgia
#brasil