62 dias sem ela: ex-PM suspeito é transferido de presídio

Photo of 62 dias sem ela: ex-PM suspeito é transferido de presídio
Facebook
VKontakte
share_fav

A 5ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, autorizou na segunda (14) a transferência do ex-policial militar Orlando Oliveira de Araújo para um presídio federal de segurança máxima. O pedido foi feito pelo Ministério Público do Rio (MP-RJ).

Orlando foi acusado por uma testemunha-chave, junto com o vereador Marcelo Siciliano, como mandante do crime que matou a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

Assista ao nosso vídeo sobre o assassinato de Marielle Franco:

Também conhecido como Curicica, Araújo está preso em Bangu por porte ilegal de arma de fogo e de munição de uso restrito. O ex-PM já foi condenado por roubo circunstanciado e responde a processos por participação em milícias e homicídio qualificado.

O MP alega que a transferência de Araújo é necessária para garantir a segurança das investigações e evitar qualquer ação criminosa. O advogado de defesa contou ao portal UOL que o ex-PM sofreu uma ameaça na quinta (10), quando o delegado da Divisão de Homicídios, responsável pela investigação do caso Marielle, teria visitado Araújo em Bangu 1.

De acordo com a Justiça, Curicica é apontado como principal líder da milícia de Jacarepaguá. Cabe ao Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) indicar o presídio federal para onde ele será encaminhado.

Siga a VICE Brasil no , Twitter, Instagram e YouTube .

ver Vice Brasil
#milicias
#rio de janeiro
#crime
#brasil
#marielle franco
#orlando oliveira de araújo
#marcelo siciliano
#curicica