Boletim Matutino da VICE

Photo of Boletim Matutino da VICE
Facebook
VKontakte
share_fav

Brasil

Estudante da Uerj desaparecida foi assassinada em favela no Rio

A Delegacia de Descoberta de Paradeiros da Polícia Civil do Rio concluiu que a estudante Matheus Passarelli, que estava desaparecida desde 29 de abril, foi assassinada. De acordo com as investigações, a aluna da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, de 21 anos, que tinha identidade de gênero não-binária, foi morta por integrantes de uma facção criminosa ao entrar no Morro do 18, em Água Santa, na Zona Norte do Rio. O motivo do crime ainda é investigado, mas os policiais acreditam haver “fortes indícios” de que o corpo de Matheus foi queimado. – G1

Bombeiros encontram corpo em local de desmoronamento de prédio em SP

Os bombeiros encontraram um corpo nos escombros do edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou após incêndio no Largo do Paissandu, no Centro de São Paulo, na tarde desta sexta-feira (4). Segundo as equipes de buscas, a vítima aparenta ser Ricardo Pinheiro, que quase foi resgatado e acabou despencando junto com o prédio na madrugada de terça (1º). Outros restos mortais, que se acredita ser do mesmo corpo, foram encontrados no domingo (6). Ainda há outros 5 desaparecidos. – G1

Suíça aponta vários depósitos em contas de Paulo Preto durante gestão Serra

Quarenta e três dias depois de ter sido nomeado diretor de engenharia da Dersa (empresa responsável por obras rodoviárias de São Paulo), em 24 de maio de 2007, o engenheiro Paulo Vieira de Souza fez uma mudança e tanto nos negócios que mantinha na Suíça: abriu quatro contas no banco Bordier & Cie, em Genebra, segundo documento sigiloso que as autoridades suíças enviaram ao Brasil. Entre 2007 e 2009 — durante o governo de José Serra (PSDB) — essas contas receberam "numerosas entradas de fundos", de acordo com o comunicado do Ministério Público da Confederação Suíça. As quatro contas tinham um saldo de US$ 34,4 milhões quando Souza, conhecido como Paulo Preto, decidiu transferir os recursos da Suíça para as Bahamas, no começo de 2017. – Folha de S. Paulo

Marielle Franco foi morta por submetralhadora, e não pistola

A vereadora Marielle Franco (PSOL) não foi morta por balas disparadas de uma pistola, e sim por uma submetralhadora usada no Rio apenas por forças policiais especiais, informou neste domingo, 6, o programa "Domingo Espetacular", da TV Record. Marielle foi assassinada em seu carro, assim como seu motorista, Anderson Gomes, no dia 14 de março. Segundo a reportagem, a submetralhadora HK MP5 que matou os dois é utilizada por forças de elite da polícia do Rio e tem alta precisão - além disso, é uma arma raramente apreendida com bandidos, diferente das pistolas 9mm. – O Estado de S. Paulo

Temer diz que desemprego não cresceu, mas 'aumentou número dos que procuram emprego'

Michel Temer (MDB) afirmou, em um evento da evento da Escola Superior de Propaganda e Marketing em São Paulo nesta sexta-feira (4) que não há aumento do desemprego, mas, sim, o que há, é crescimento "dos que procuram emprego", e que estão mais esperançosos de encontrarem um trabalho devido à melhoria dos indicadores econômicos. Ele defendeu este argumento para explicar os indicadores que mostram maior procura por postos de trabalho no país. – G1

Marco Aurélio amplia decisão que quebrou sigilo fiscal de Aécio

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, aceitou nesta sexta-feira (4) pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para ampliar a quebra do sigilo fiscal do senador Aécio Neves (PSDB-MG), de sua irmã, Andréa Neves, e de seu primo Frederico Pacheco. Em dezembro do ano passado, o ministro aceitou o primeiro pedido de quebra do sigilo, mas a procuradoria solicitou que o período de abrangência da medida seria de 1º de janeiro de 2014 a 18 de maio de 2017. A Receita Federal esclareceu que as declarações de imposto de renda e escriturações contábeis são anuais e, dessa forma, a quebra deveria ser referente a todo o ano de 2017. – UOL

Delegado da PF invade acampamento pró-Lula em Curitiba e quebra equipamento de som

O delegado da Policia Federal Gastão Schefer Neto é acusado de quebrar o equipamento de som do acampamento Marisa Letícia, que apoia o ex-presidente Lula, na manhã desta sexta-feira (4). Ninguém ficou ferido. Segundo a assessoria de imprensa do acampamento que fica ao redor da Polícia Federal, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, o delegado invadiu o acampamento durante o evento “Bom dia Presidente”. Gastão mora nas proximidades da PF e do acampamento. – Paraná Portal

Mundo

Nacionalistas ucranianos capturam brasileiro que combateu com separatistas

Um grupo de ultranacionalistas ucranianos capturou nesta sexta-feira (4) em um mosteiro em Kiev o brasileiro Rafael Lusvarghi, que combateu nas fileiras dos rebeldes pró-Rússia no leste da Ucrânia. Lusvarghi, de 33 anos, foi levado pelos integrantes de grupos radicais vinculados ao temido Batalhão Azov até a sede do Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU), segundo se pôde ver em imagens nas quais um jovem nacionalista bate no rosto do cidadão brasileiro. Além disso, o obrigaram a pedir ao presidente russo, Vladimir Putin, que o trocasse por soldados ucranianos em poder dos separatistas pró-Rússia. – G1

E mais

Brasil fica em segundo lugar no primeiro mundial de surfe em piscina

O Brasil terminou com a segunda colocação na primeira edição da WSL Founders Cup, competição entre países realizada no Surf Ranch, a piscina de ondas artificial do campeão mundial de surfe (onze vezes, apenas) Kelly Slater. A equipe brasileira, formada por Gabriel Medina, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Silvana Lima e Tainá Hinckel, foi superada pelo Time Mundo na final. A decisão do torneio foi realizada neste domingo (6) e ainda contou com os EUA, que foram os melhores na fase classificatória, mas terminaram na terceira colocação. – UOL

ver Vice Brasil
#lei maria da penha
#acordo nuclear
#boletim matutino
#donald trump
#marielle franco
#geddel vieira