Como foi o brutal assassinato de três estudantes que revoltou o México

Facebook
VKontakte
share_fav

Na colônia Americana, em Guadalajara (Jalisco, México), cheia de bares e restaurantes decorados com plantas tropicais e luzes suaves, a elite local desfruta de uma cara garrafa de vinho, de uma tequila depois. É difícil processar que a poucos quilômetros dali, em uma das metrópoles mais importantes do país – com mais de quatro milhões de habitantes – também conhecida como o Silicon Valley mexicano, uma cena de terror acontece ao mesmo tempo: estão dissolvendo cadáveres. 46 tambores de 50 litros de ácido sulfúrico cada um estão prontos para fazer desaparecer qualquer vestígio de violência, uma fábrica de pessoas desaparecidas. Nos arredores de Guadalajara, três estudantes de cinema foram sequestrados, assassinados e dissolvidos no dia 19 de março. Uma tragédia que revolveu as entranhas dos mexicanos e lembrou ao país, que está às vésperas das eleições, que não há campanha eleitoral nem candidato que tape o cheiro da morte.

ver El País
#cartéis mexicanos
#crime organizado
#narcotráfico
#delinquência
#delitos saúde pública
#homicídios
#assassinatos múltiplos
#guadalajara méxico
#jalisco
#cártel jalisco nueva generación
#méxico
#acontecimentos
#violência
#assassinatos
#américa do norte
#delitos
#problemas sociais
#américa
#justiça
#sociedade
#américa latina