QRG expulsa seus demônios na 'Abandonment Tape #1'

Photo of QRG expulsa seus demônios na 'Abandonment Tape #1'
Facebook
VKontakte
share_fav

Depois do lançamento de seu último EP, PAUSE ONE, QRG estava no topo do mundo. O produtor morava em Berlim e, devido ao sucesso do trabalho, foi chamado pra produzir som pra uma caralhada de lugares: High's Nobiety, Nike, Adidas e Mercedes Benz foram alguns dos seus clientes na época, além de ter produzido trilhas para desfiles da Fashion Week de Paris. Quanto mais alto o vôo, porém, maior a queda. E é sobre essa queda que discorre sua nova tape, Abandonment Tape #1.

Tape porque não se trata de um álbum com um conceito coeso. São faixas de diferentes momentos que simbolizam um período difícil para QRG, que enfrentou uma depressão profunda, o descobrimento de uma doença genética rara e o abandono que sentia na Europa — o que acabou culminando em sua volta para o Brasil, em meados de 2016. "Veio um sentimento muito de grande de 'o que tá acontecendo? Qual é o futuro, se tem futuro?' Esses questionamentos ficaram me assombrando por muito tempo."

Muito por isso, Abandonment funciona como um expurgo musical para o produtor: nas 20 faixas do álbum, que vão do ambient que ele apresentou em PAUSE ONE ("Adrift") a batidas com uma mão pesada de sintetizadores ("Rubble") e ritmos abstratos ("Out of It"), ele documenta e expulsa os sentimentos que lhe tomaram pela maior parte de 2016 e 2017. "Precisei colocar isso pra fora, até pra poder não pensar mais nessas coisas."

Ouça Abandonment Tape #1 abaixo:

Leia mais no THUMP, o canal de música eletrônica da VICE.
Siga o THUMP no e Twitter.
Siga a VICE Brasil no , Twitter e Instagram.

ver Vice Brasil
#música eletrônica
#experimental
#noisey
#música
#brasil