Recurso “Não Perturbe ao Dirigir” do iOS tem contribuído para a segurança no trânsito, ao menos nos EUA

Photo of Recurso “Não Perturbe ao Dirigir” do iOS tem contribuído para a segurança no trânsito, ao menos nos EUA
Facebook
VKontakte
share_fav

Se você dirige, alguma vez já se pegou mexendo no celular enquanto estava ao volante ou mesmo viu alguém fazendo isso. Esse é um hábito de muitos motoristas em qualquer lugar do globo, mas não deveria ser. De acordo com pesquisas feitas sobre o assunto, o processo de olhar e verificar a tela do aparelho dura, em média, 23 segundos. Nesse meio tempo — e considerando que o veículo esteja a uma velocidade de 60km/h, terão sido percorridos 380 metros praticamente às cegas.

Na tentativa de reduzir a distração do motorista em casos de chamadas ou mensagens, a Apple implementou um recurso, no lançamento do iOS 11 em setembro do ano passado, conhecido como “Não Perturbe ao Dirigir”. A função detecta quando você está em movimento (ou simplesmente quando está conectado ao sistema Bluetooth do seu veículo) e, entendendo que possa estar dirigindo, desativa os alertas de notificações e permite que uma resposta automática seja enviada para aqueles que tentarem entrar em contato.

Foi com base nesse recurso dos iPhones que uma pesquisa realizada pela seguradora americana EverQuote mostrou que, entre os motoristas que fazem uso dessa função, 75% disseram se sentir motoristas mais responsáveis durante as viagens. Apenas 15% não pensam que o recurso contribuiu para a segurança no trânsito e 10% não souberam responder. O objetivo da pesquisa era entender o impacto que a função presente nos smartphones tem, efetivamente, nas ruas.

Para a pesquisa, foram analisados dados recolhidos pelo aplicativo EverDrive — por meio de sensores como o GPS e o acelerômetro do aparelho — que examinou incríveis 1.256.897.664km(!) dos mais de 500 mil usuários, revelando que 92% deles utilizam o celular atrás do volante. A duração média das viagens contabilizadas pelo app foi de 21 minutos. Desses, pouco mais de um minuto é destacado da atenção do motorista.

Os resultados revelaram que 70% dos donos de iPhones que usam o aplicativo da EverQuote deixaram o recurso “Não Perturbe ao Dirigir” ativado automaticamente — entre esses, o uso do aparelho durante a viagem diminuiu 8%. Por outro lado, 27% (isto é, um em cada quatro usuários) desativaram a função.

Ademais, a empresa entrevistou 939 clientes do EverDrive que possuem tanto iPhones quanto dispositivos Android para melhor entender a posição dos motoristas a respeito do recurso em questão. E alguns dados curiosos foram analisados, por exemplo:

  • 41% não sabiam da existência dessa função, ou então não a conheciam;
  • 30% usam a função “Não Perturbe ao Dirigir”;
  • 22% desativaram o recurso.

Outros 32% disseram que, se o iOS ou o Android não contassem com esse recurso, iriam procurar algum aplicativo que executasse a função de desativar as notificações dos aparelhos durante a locomoção.

Com relação àqueles que desativaram a função, 34% dos entrevistados contaram que precisam receber ligações de emergência enquanto dirigem e 23% admitiram que só o fizeram por querer, de fato, ser notificado ao receber um email ou mensagem.

Às vezes, por conta de uma mensagem idiota qualquer, outra pessoa que não tem nenhuma relação com a importância dela pode pagar pelo descuido e pela imprudência com a vida. Conscientize-se!

via Business Insider UK

ver Mac Magazine
#carro
#android
#estatística
#ios 11
#segurança
#gadgets
#não perturbe
#pesquisa
#dados
#apple