A longa escalada da KaBuM até o topo de 'League of Legends' no Brasil

Photo of A longa escalada da KaBuM até o topo de 'League of Legends' no Brasil
Facebook
VKontakte
share_fav

A composição de Zantins, Ranger, dyNquedo, Titan e Riyev mostrou a que veio na final do primeiro split do CBLoL e levou o título sobre a Vivo Keyd neste sábado (7) nos estúdios da Riot Games, em São Paulo. O time garantiu não só o troféu da temporada como também a classificação pro Mid Season Invitational, o MSI, competição com equipes de todas as regiões do mundo, que acontecerá entre 3 e 21 de maio na Europa.

Descreditados no início do ano, a KaBuM surpreendeu a todos com um recorde quase perfeito, vencendo 6 das 7 séries de jogos que disputou e garantindo a primeira colocação na Fase de Pontos do CBLoL. Foi a primeira final de campeonato que os jogadores do time disputaram e, apesar de alguns tropeços e a emoção falando mais alto em momentos cruciais, eles conseguiram a suada vitória por 3 a 2 contra a formação mais dominante da história do campeonato, conhecida como o “Exodia” brasileiro, atropelando toda a experiência dos adversários.

O destaque ficou para o atirador Titan, que mostrou muita agressividade e confiança em seu próprio dano para conseguir abates e forçar a vantagem sobre a Keyd.

Alexandre 'TitaN' Lima foi o grande destaque da final do primeiro split do CBLoL 2018.

A trajetória da KaBuM até aqui começou em 2017, quando aconteceu o rebaixamento para a segunda divisão, o Circuito Desafiante, em meio a polêmicas da comissão técnica, alojamento do time e estruturação geral. Foi um período sombrio no qual a maior derrota da equipe, que naquela época não era composta do mesmo elenco de agora, foi fora de Summoner’s Rift. Apesar disso, o desastre serviu como uma oportunidade para redenção e crescimento. A organização aprendeu com os seus erros de gestão e começou a investir mais pesado na infraestrutura para os jogadores.

Com a ajuda do novo técnico Jean-François “Nuddle” Caron, a equipe, que passou a integrar Matheus “Dynquedo” Rossini e Filipe “Ranger” Brambilla, adotou um estilo de jogo rápido e decisivo. Nas estatísticas dos alaranjados fica evidente o domínio dos minutos iniciais das partidas e a maneira como eles aproveitam a vantagem e a forçam até chegar no Nexus inimigo. Os narradores e analistas do CBLoL, inclusive, caracterizam essa pressão sufocante que o time aplica como um estilo de “ousadia e alegria” — e não há maneira melhor de resumir a filosofia desses garotos em jogo. São jogadas que parecem malucas, mas que dão certo porque todos estão na mesma página, atuando como unidade.

Um dos fatores que mais pesou para a melhora foi uma mudança de mentalidade fora do jogo. “Nós não levávamos os treinos muito a sério”, começou Lucas “Zantins” Zanqueta durante a coletiva de imprensa após o jogo. “Isso era uma barreira para a nossa evolução e é uma dificuldade para o Brasil crescer como um todo. É algo que o nosso técnico trouxe, para que nós absorvêssemos mais aprendizado não só jogando mas também assistindo a streamers. Começamos a agir como profissionais”.

Eles retornaram à elite do Lolzinho na temporada 2018 e por mais que a campanha de sucesso no Circuito Desafiante tenha sido convincente, ninguém dava nada pelos meninos. No início da primeira etapa, com exceção de um, todos os narradores do CBLoL apostaram que a KaBuM ficaria na última posição e seria rebaixada automaticamente. Eles não só provaram o contrário como mostraram que a união e a cumplicidade entre eles poderia sobressair sobre qualquer adversidade que enfrentariam, independentemente das dificuldades que tinham passado anteriormente. “Entramos [no CBLoL 2018] com a mentalidade de não cair, mas tínhamos a meta de chegar aos playoffs”, disse Titan. “Fomos trabalhando bem para não cometer erros que cometíamos no Circuito Desafiante e de repente chegamos até aqui. Não consigo acreditar até agora. Ninguém consegue.”

Foi uma grande e inesquecível campanha, e agora eles têm a missão de continuar o legado da KaBuM no território internacional. Em 2014 a equipe mostrou ao mundo o poder do LoL brasileiro, e agora é hora de representar o Brasil no Mid Season Invitational e, quem sabe, conseguir uma performance arrasadora na gringa.

O que significa que no MSI, a partir de maio, todo mundo será #GOKaBuM desde criancinha.

Siga a VICE Brasil no , Twitter e Instagram.

ver Vice Brasil
#superação
#competição
#lol
#esports
#league of legends
#kabum
#cblol
#games
#brasil