Técnico do Marrocos é acusado de cobrar suborno para convocar atletas

Facebook
VKontakte
share_fav

Hervé Renard foi acusado de corrupção (Foto: AFP)

Sem fazer parte da última convocação antes da Copa do Mundo, o volante Mouhcine Moutouali acusou Hervé Renard, treinador do Marrocos, de convocar apenas jogadores que tem amizade com o empresário, além de cobrar suborno.

“Para que um jogador seja chamado para a seleção do país, precisa cumprir certas exigências extra esportivas. Você necessita ter um empresário que seja amigo do treinador, e a quem ele deve conceder subornos”, disse o atleta à revista Al Watan.

Atualmente, Mouhcine Moutouali joga no Al Rayyan, do Catar, mas fez história no Raja Casablanca, do Marrocos, inclusive marcou um dos gols do maior feito da equipe: a vitória diante do Atlético-MG pela semifinal do Mundial de Clubes de 2013.

O técnico francês, que comanda a Seleção Marroquina desde fevereiro de 2016, não deixou barato e rebateu as acusações de Moutouali através de suas redes sociais.

“Estou na África há dez anos e nenhum atleta pode afirmar que foi convocado sem que tenha sido por merecimento esportivo. Algumas vezes, certos jogadores se expressam sob influência de emoções, como a frustração. Ele não ataca só a minha pessoa, mas também insinua que todos os atletas convocados são corruptos. Eu me reservo ao direito, após ouvir meus advogados, de perseguir na justiça o autor dessas declarações”, declarou Hervé Renard.

O post Técnico do Marrocos é acusado de cobrar suborno para convocar atletas apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.

ver Gazeta Esportiva - Futebol internacional
#marrocos
#copa do mundo
#futebol
#bastidores
#futebol internacional